O planeta como um cachorro eu vejo

“Buliram muito com o planeta/ E o planeta como um cachorro eu vejo/ Se ele já não aguenta mais as pulgas./Se livra delas num sacolejo” Raul Seixas

Isaias Costa

Não canso de repetir que o cantor e compositor Raul Seixas foi um dos artistas mais visionários e geniais que o Brasil já teve. Suas letras são repletas de mensagens profundas e que permitem inúmeras reflexões diferentes.

Uma de suas músicas mais incríveis e não tão conhecidas se chama “As aventuras de Raul Seixas na cidade de Thor”. Sua letra é bem extensa e dá pra escrever um catálogo a interpretando de ponta a ponta. Vou me ater a apenas uma estrofe que se encaixa perfeitamente no momento em que o mundo está passando: a pandemia do coronavírus.

“Buliram muito com o planeta

E o planeta como um cachorro eu vejo

Se ele já não aguenta mais as pulgas

Se livra delas num sacolejo”

**********

Essa comparação do planeta com um cachorro é de uma originalidade que só gênios como o Raul Seixas pode conceber.

Há milênios o ser humano vem devastando a natureza, no entanto, esse processo se agravou enormemente após a Revolução Industrial. Com sua ganância desmedida e vontade de acumular bens materiais de forma egoísta, não percebe que faz parte de uma teia, de um ecossistema, de um organismo vivo chamado planeta Terra.

O mais interessante dessa estrofe é pensar nas pulgas como sendo nós, os seres humanos. E o sacolejo, como sendo as respostas que a natureza nos dá para frear o processo de destruição dos seus recursos.

Estamos em 2020. Você já se deu conta dos inúmeros sacolejos que o Brasil vem passando nos últimos anos e mesmo com eles milhões de pessoas continuam não entendendo a mensagem clara e objetiva? Vou citar alguns poucos exemplos: Rompimento da Barragem de Mariana em 2015, Rompimento da Barragem de Brumadinho em 2019 com ainda mais mortes, queimadas absurdas da Amazônia em 2019 com crescimento de aproximadamente 278% em relação à 2018, Incêndio no alojamento do Flamengo que matou 10 adolescentes repletos de sonhos para o futuro, derramamento de óleo na costa brasileira no final de 2019 que se espalhou por diversos estados e matou milhares (provavelmente milhões de animais). Surto de dengue, Zika e Chikungunya em 2017 que matou muitas pessoas, além dos muitos casos de microcefalia em fetos de grávidas que tiveram Zika.

No início de 2020 teve o motim dos policiais no Ceará, que por conta da greve deixaram um saldo de mais de 200 mortes pelo desfalque na segurança. Em 2019 teve a terrível chacina em uma escola de Suzano – SP, no qual dois garotos mataram à tiros 8 pessoas e se mataram em seguida, além de deixar várias pessoas feridas e mais centenas de alunos traumatizados. O Crime organizado principalmente no Rio de Janeiro matando de forma desumana. Lembra em 2019 do pai de família negro que teve o seu carro alvejado com 80 tiros e esse crime foi visto apenas como um “engano” por parte da polícia? Ou a menina negra Agátha Félix de apenas 8 anos que morreu com um tiro à queima roupa? Dizem que foi uma “bala perdida”… E a Marielle Franco com seu motorista Anderson Gomes em março de 2018? Até hoje esse crime bárbaro continua sem ninguém saber quem foi o mandante!

Se fosse colocar mais exemplos, esse texto ficaria absurdamente longo! E só coloquei exemplos do fim de 2015 até agora. Já pensou se colocasse as barbaridades de anos lá pra trás como o assassinado da menina Isabella Nardoni em 2008, atirada do 6º andar do prédio onde morava pelo próprio pai e sua madrasta?

O nosso planeta está extremamente adoecido. Essa doença provém dos seres humanos e o que chamamos de coronavírus que é mais um sinal do planeta para que mudemos de postura.

E quer saber de uma coisa? Mesmo depois que essa pandemia passar, muita gente vai continuar seguindo a vida do mesmo jeito, como se nada tivesse acontecido. Nossa memória é muito fraca percebe? Você lembrava de tudo que citei aqui?

Somos essas pulgas bulindo no planeta de forma criminosa. O planeta como um cachorro vai continuar nos sacudindo até que um dia, finalmente, paremos de ser tão criminosos para com esse pálido ponto azul, como diria Carl Sagan.

Nossa casa é o planeta Terra. O coronavírus é um clamor para que a humanidade acorde. Mas vou repetir! Apenas uma pequena parte dela vai acordar. E espero de coração que você que está lendo esse texto seja um dos que está despertando para uma nova consciência!

Reflita sobre tudo isso e faça sua parte para se harmonizar com o planeta Terra e todo o seu ecossistema…

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Isaias Costa
Bacharel em Física. Mestre em Engenharia Mecânica e Psicanalista clínico. Trabalha como professor particular de Física e Matemática e nas consultas com Psicanálise em Fortaleza. Também escreve no seu blog "Para além do agora" compartilhando conteúdos voltados para o autoconhecimento e evolução pessoal. Contato: isaiaspsicanalista@gmail.com