Após postar foto com o marido Scott onde se arrumavam para ir a um casamento, a influenciadora e tiktoker canadense Alicia Mccarvell recebeu centenas de ataques de haters que consideram que, por causa do seu peso, seu relacionamento com um homem “sarado” é inapropriado. O marido chegou a receber mensagens em forma de direct dizendo que ele deveria ficar com uma mulher magra (como a que escrevia a mensagem) e não com a esposa.

Imagem: reprodução redes sociais

Alicia esclareceu que em um post resposta que também viralizou que “Para os padrões de beleza, a gente não faz sentido”. “O mundo olha para nós e, imediatamente, valoriza mais o Scott do que eu”. “Daí já surgem comentários de que ele deve estar com ela por interesse ou mesmo de que ele é gay.”, disse ela também.

Não é de agora que a diferença física do casal incomoda uma parcela do público que a acompanha ou mesmo que tem acesso às suas postagens nas redes sociais. Segundo ela, existem pessoas que chegam a dizer que o marido deve deixá-la por causa disso.

Dessa vez, entretanto, Alicia fez questão de se posicionar comentando diversos ataques. Além de reiterar sua autoestima e a relação de amor com o marido- que está acima de possíveis diferenças físicas-, existe a necessidade de conscientização pública com relação a comentários tão preconceituosos e ultrapassados.

A parte boa da história é que também existem pessoas que compreendem a falta de humanidade desses ataques e tentam trazer consciência para a discussão. Uma leitora da postagem, por exemplo, ficou bastante abalada com o que viu. Disse ela: “Alguns comentários me fizeram temer pela autoestima das minhas filhas… Tudo o que eu vejo é um casal feliz.”

Outra internauta falou: “Estou lendo todos os comentários e só quero dizer ‘sinto muito’ pela quantidade absurda de ódio com a qual você está tendo de lidar. É inacreditável. Vamos ser mais gentis, pessoal”.

“Que triste alguém acreditar que seu valor dentro de um relacionamento pode ser reduzido tão somente à aparência física. (…) Eu passei muitos anos acreditando que eu não merecia um monte de coisas. Felicidade, uma carreira bacana, o amor do meu companheiro. Scott tem sido meu parceiro desde que a gente tinha 15 anos de idade. E o amor dele por mim nunca mudou. Mas a forma como eu permiti que ele me amasse mudou, sim.”

Que as pessoas tenham o direito de ter seus corpos respeitados.

***

Com informações de R7
Imagemd e capa:MONTAGEM R7/INSTAGRAM @ALICIAMCCARVELL

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.