Nuvem de gafanhotos que se aproximava do Brasil muda de direção após frente fria

A nuvem de gafanhotos que se aproximava da fronteira do brasileira, no Rio Grande do Sul, mudou de direção e deve permanecer na Argentina. Isso se deu por conta do avanço de uma frente fria e da chuva no Sul do Brasil.

REDAÇÃO CONTI outra

A nuvem de gafanhotos que se aproximava da fronteira do brasileira, no Rio Grande do Sul, mudou de direção e deve permanecer na Argentina. Isso se deu por conta do avanço de uma frente fria e da chuva no Sul do Brasil.

A situação vêm sendo monitorada pelo governo do Rio Grande do Sul desde a última terça-feira (23), quando a Argentina emitiu um alerta sobre o avanço da nuvem em direção à fronteira com o Brasil.

Ao G1, o fiscal agropecuário Ricardo Felicetti, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do RS, disse que o monitoramento por parte do governo é realizado através da troca de informações constantes com a Argentina e técnicos da secretaria na Fronteira Oeste.

“Ficamos em contato com a Senasa [serviço de sanidade da Argentina], nossos técnicos na fronteira, a rede de escritórios da Emater, que atua nessa vigilância e o contato com os produtores”, explica.

A nuvem de gafanhotos entrou na Argentina vinda do Paraguai e seu deslocamento sofre influência dos ventos e da ocorrência de altas temperaturas. Segundo o último boletim divulgado pelo governo argentino, a localização da nuvem era imprecisa devido ao tempo nublado. Até o momento, nenhum produtor avistou o inseto na Fronteira Oeste.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, decretou estado de emergência fitossanitária no Rio Grande do Sul e Santa Catarina nesta quinta-feira (25). O decreto permite aos governos mais agilidade na adoção de medidas contra uma situação de anormalidade deste tipo. Entre as medidas de defesa estão o uso de produtos químicos e agrotóxicos no controle da praga.

***

Imagem de capa: Divulgação/Senasa

Redação Conti outra. Com informações de G1

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.