Não venha roubar a nossa leveza, a nossa comédia, a nossa fuga da realidade para uma cena mais sincera. Não venha roubar a nossa telinha, a nossa telona, o nosso palco.

Não venha roubar a nossa Hermínia, os exageros do amor e do cuidado de uma mãe com os seus filhos, a vida inventada depois do divórcio. Não venha roubar as nossas maiores bilheterias do cinema, o carisma do riso, a exaltação dos nossos defeitos por personagens hiperativos e loquazes.

Não venha roubar o humor de bando, de trupe, dos cenários rodando, como uma família viajando no trailer. Não venha roubar os nossos teatros cheios, a nossa pipoca, o nosso combo de alegria. Não venha roubar a nossa expressão caipira, o nosso inglês ginasial, o nosso espanto de infância.

Não venha roubar o nosso homem de Marte, a nossa musa de Vênus, a nossa deusa da gafe. Não venha roubar o nosso exorcismo, a nossa terapia das relações familiares, o nosso divã dos traumas, a nossa diva careca. Não venha roubar a nossa autocrítica, o nosso antídoto contra o preconceito, a nossa paixão escrachada de viver.

Não venha roubar a nossa coleção de chapéus pretos, os nossos anéis espalhafatosos, a nossa coleção de perucas pensantes. Não venha roubar as palavras que vieram de baixo para romper a hipocrisia. Não venha roubar as nossas cicatrizes, as nossas marcas, o estilo de nossos defeitos.

Não venha roubar o nosso circo levantado na estrada, a nossa maçã do amor caramelizada, a nossa gaita de boca da gargalhada.

Ofensas não são argumentos, a morte não tem graça nenhuma.

Não venha roubar Paulo Gustavo de nós, COVID, o país inteiro será um naufrágio sem ele.

***

Abaixo, segue a publicação original:

NOSSO PAULO GUSTAVO

Fabrício Carpinejar

Não venha roubar a nossa leveza, a nossa comédia, a nossa fuga da realidade…

Publicado por Fabrício Carpinejar em Segunda-feira, 22 de março de 2021

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.