Um caso de irresponsabilidade materna chocou o Rio Grande do Sul nos últimos dias. Duas mulheres foram detidas em uma praia na cidade de Cidreira (RS) após deixarem os filhos amarrados em cadeiras de praia, na beira do mar. A ocorrência foi atendida na última sexta-feira (1) pela Brigada Militar do município.

As duas mulheres, mãe e filha, informaram à Brigada que amarraram as crianças para tomarem banho de mar e fazer compras. Elas foram detidas por maus-tratos.

Em conversa com o site Gauchazh, o coronel Marcel Vieira Nery, do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral (CRPO Litoral), disse que a população se revoltou. “É uma situação inusitada, para não dizer outra coisa.”

As duas crianças são uma menina de 7 e um menino de 8 anos. Segundo os banhistas que testemunharam a ocorrência, as crianças teriam ficado presas por cerca de uma hora. “A menina estava chorando um pouco, meio assustada”, disse um banhista que presenciou tudo.

De acordo com a Brigada Militar, a corda usada para amarrar os filhos eram semelhantes às que são usadas em varal de roupas.

Após o registro do boletim de ocorrência, as duas mulheres foram liberadas. As crianças serão entregues ao Conselho Tutelar.

***
Redação Conti Outra, com informações de Pragmatismo Político.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.