Netflix cria fundo para oferecer apoio financeiro a seus funcionários durante pandemia

Um dos reflexos da pandemia do novo coronavírus foi a paralisação imediata das gravações de diversos filmes e séries, o que fez com que muitos profissionais do audiovisual ficassem sem sua principal fonte de renda. Pensando nisso, a Netflix resolveu criar um fundo de assistência de US$ 100 milhões para oferecer ajuda financeira a esses trabalhadores.

REDAÇÃO CONTI outra

A crise causada pela pandemia de Covid-19 têm afetado especialmente a indústria do audiovisual, o que coloca muitos profissionais desta área em situação de vulnerabilidade. Pensando nisso, a Netflix resolveu criar um fundo de assistência de US$ 100 milhões ( atualmente, cerca de 512 milhões e oitocentos mil reais). A iniciativa tem o objetivo de oferecer suporte financeiro aos funcionários de estúdios, que dependiam das produções para receber o pagamento.

Em comunicado enviado à imprensa, o chefe de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, afirmou que funcionários que atuam na área de manutenção e apoio de produções são os mais afetados. Com o fundo, a Netflix objetiva oferecer suporte a esses profissionais enquanto o governo avalia a melhor maneira de ajudá-los nos próximos meses.

“A crise do COVID-19 é devastadora para muitos setores, incluindo a comunidade criativa. Quase toda a produção de televisão e cinema já parou globalmente — deixando centenas de milhares sem emprego”, disse Sarandos. “Isso inclui eletricistas, carpinteiros e motoristas, muitos dos quais recebem salários por hora e trabalham de acordo com as produções. Essa comunidade tem apoiado a Netflix e queremos ajudá-los nesses momentos difíceis, especialmente enquanto os governos ainda estão descobrindo que apoio econômico eles fornecerão”.

Estima-se que aproximadamente 120 mil funcionários perderam seus empregos desde que as produções foram interrompidas devido ao surto de coronavírus. Os principais sindicatos de Hollywood têm pressionado os governos federal e local nos Estados Unidos, para conseguir algum apoio para as pessoas que estão desempregadas.

Estúdios pararam suas produções por conta do Covid-19

A gigante do streaming planeja destinar US$ 15 milhões do fundo para organizações sem fins lucrativos, que estão apoiando os trabalhadores que perderam seus empregos. A Netflix também está trabalhando e, conjunto com organizações do mundo todo, no intuito de ajudar funcionários na Europa, América Latina e Ásia, onde muitos de seus filmes e séries são gravados.

“O que está acontecendo é sem precedentes”, disse Sarandos. “Somos tão fortes quanto as pessoas com quem trabalhamos e a Netflix tem a sorte de poder ajudar os mais atingidos em nosso setor nesse período desafiador”.

***
Redação CONTI outra. Com informações de Tecmundo.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.