As condições em que as pessoas concordam em trabalhar em troca de pagamento para subsistir é uma das questões mais complexas e difíceis de equilibrar. Especialmente quando não estamos mais falando sobre temas mais gerais (salários, horários, organização dos funcionários, etc.) e, portanto, mais cobertos pela lei, mas sim sobre as particularidades de cada espaço de trabalho, as coisas podem levar a mal-entendidos ou problemas muito rapidamente.

Foi o que aconteceu na vida profissional de Iván Cortés, um jovem da Cidade do México que trabalha como vendedor de iogurte congelado. Nos últimos dias, ele se viu no meio de uma polêmica contra seus patrões.

O caso de Iván tem a ver com algo muito particular, mas que para ele foi muito importante para sua expressão pessoal. Certo dia, Ivan chegou ao trabalho e chefe percebeu que ele estava usando delineador azul. Repreendendo-o, seu chefe mandou que ele o tirasse imediatamente.

Mas Ivan não cedeu tão facilmente ao pedido: pelo que entendia, não havia nada em seu contrato que o proibisse de usar delineador para trabalhar. Mais do que isso, várias de suas colegas de trabalho usavam sem nunca receber nenhum tipo de reclamação.

Ao relatar a situação em seu Twitter, Ivan ganhou apoio para seu caso. Vários veículos compartilharam sua história, apoiando o menino que só queria se expressar fisicamente como bem entende.

Atualizando seus seguidores por meio de suas redes sociais, Iván contou como foi às autoridades que regulam as condições de trabalho no México. Antes deles, ele acusou seus empregadores de discriminação no local de trabalho.

Para apoiar seu caso, Iván compartilhou uma captura de tela de uma mensagem que mostrava que seu gerente local não apenas o repreendeu por isso, mas também ameaçou tirar o salário deles se fizessem mais escândalo.

Em uma de suas últimas atualizações, Iván comentou como havia se demitido da empresa que lhe causou toda essa dor de cabeça.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Fotos: @ivan_corthdz

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.