Na Austrália, meninas aprendem sobre manutenção de automóveis na escola desde os 11 anos.

Elas são criadas para serem independentes!

Ana Carolina Conti Cenciani

Com o passar do tempo, muitos tabus e estereótipos foram sendo desmistificados. Todos provaram que são capazes de fazer o que querem desde que estejam preparados. Podemos ter um bom parâmetro ao analisar a cidade de Sydney, na Austrália, onde ensinam em uma escola para meninas como fazer a manutenção de carros.

A partir dos 11 anos, elas podem fazer essa aula prática, que é ministrada, claro, por outra mulher.

A ideia é que elas aprendam a cuidar sozinhas do carro e em qualquer situação, estarem preparadas para enfrentar os problemas. Provavelmente deixamos tudo para o mecânico hoje em dia, mas sempre há métodos de prevenção que podemos praticar em casa ou em caso de emergência.

Instagram / Galmatic

Um exemplo disso é trocar um pneu. Essas meninas não precisarão esperar por alguém para ajudá-las no futuro, elas poderão fazer isso rapidamente por conta própria. Algo que o “Stella Maris College”, em Manly está claramente ciente, já que na Austrália as estradas costumam ser muito longas.

A verdade é que não se trata de força, mas basicamente de informação e habilidade, então elas deixam claro que não se trata apenas de “um trabalho para homens”.

Há mais de 13 anos, a educadora Eleni Mitakos ensina grupos de mulheres a fazer trabalhos básicos de manutenção em seus veículos. Ela disse ao Daily Mail que a cada ano cerca de 100 mil adolescentes aprendem sobre carros.

Instagram / Galmatic

“O objetivo principal é que as adolescentes se sintam confortáveis ao volante. Em última análise, estão a conduzir veículos muito grandes que podem sair muito caro se não forem devidamente tratados. Sempre deixamos muito claro para as alunas: você nunca deve ignorar um problema com seu carro, você precisa resolvê-lo para sua própria segurança.”, conta Eleni Mitakos, professora de manutenção de automóveis.

Instagram / Galmatic

Essa excelente iniciativa estimula o interesse das jovens estudantes pelo universo automobilístico, além de contribuir para a desmistificação de que o interesse por carros vem somente por parte dos homens. Esse projeto também poderia ser expandido para incluir outras áreas como encanamento e eletricidade, de forma a promover a independência total não só das meninas mas de todas as crianças que estão se preparando para a vida adulta!

Instagram / Galmatic

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.