Seria um voo como outro qualquer de Manchester para Antalya, na Turquia, pela companhia aérea inglesa Jet2, até que algo saiu fora do programado. Uma passageira insatisfeita com as condições da viagem “perdeu o controle” e agrediu membros da tripulação e outros passageiros. Por causa da confusão, o voo precisou mudar de destino e a mulher foi expulsa da aeronave.

A situação ocorreu na segunda-feira (21), em um voo com duração programada para quatro horas e meia. No meio do trajeto, a passageira que não teve sua identidade revelada manifestou seu incômodo com a lotação da classe econômica e a intensidade de ruídos, principalemente com choros de bebês.

Testemunhas relatam que, logo depois que a mulher se levantou para reclamar com funcionários da companhia aérea, agrediu alguns deles com tapas. Ela também desferiu tapas em outros passageiros.

Um passageiro que preferiu não se identificar explicou o episódio ao jornal inglês Manchester Evening News.

“Ela saiu do assento e foi para a frente do avião para se queixar com a equipe da Jet2, mas não se acalmou. A voz dela estava ficando mais alta e agressiva, e em poucos minutos ela começou a atacá-los”, disse ele.

“Ela tinha dito que não aguentava o choro de alguns bebês a bordo. Outro passageiro se levantou para a confrontar e ela lhe deu um tapa na cara. Então outro homem apareceu para acalmá-la e a levou para os fundos do avião”, completou.

Outras pessoas, no entanto, afirmam que a mulher já estava agindo agressivamente contra os demais passageiros desde o momento do embarque no aeroporto.

Após as agressões, a mulher foi isolada dos demais viajantes e o voo foi desviado para Viena, na Áustria. Segundo relatos, no momento em que a mulher foi obrigada a descer da aeronave, estapeou novamente outro passageiro. Quando ela desembarcou, os passageiros comemoraram sua expulsão com uma salva de palmas.

“Esta é a primeira vez que temos que pousar por causa de alguém em um voo”, disse a testemunha; “A equipe da Jet2 lidou com toda a situação muito bem. Ninguém poderia ajudar a mulher descontrolada, porque ela tinha perdido a razão no momento em que deu um tapa no passageiro”.

Pouco depois, a companhia aérea enviou mensagens de texto aos passageiros pedindo desculpas pelo incidente.

“Olá, lamentamos que, devido ao comportamento perturbador de um passageiro, seu voo tenha sido desviado para Viena. Estamos trabalhando em uma situação para colocá-lo em seu caminho o mais rápido possível”, escreveu a Jet2.

***
Redação Conti Outra, com informações do UOL.
Imagem de capa: Divulgação/Ben Lack.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.