Muitas mulheres no mundo sonham em ser mães e, embora a maioria consiga realizá-lo, muitas outras passam por diversas dificuldades para consegui-lo e algumas nunca o conseguem por complicações médicas, delas, de seus parceiros, ou por outros motivos, que fazem com que suas tentativas de serem mães se tornem um caminho muito frustrante e triste.

A protagonista desta história, Gina McGuiness, do Reino Unido é um exemplo desta situação, pois durante 11 anos tentou ter um filho, mas só conseguiu realizar esse sonho aos 37 anos. Segundo o Daily Mail UK, Gina e seu parceiro Simon Crowe, tentaram muitas vezes ter um filho, mas infelizmente, por 14 vezes Gina sofreu interrupções involuntárias da gravidez.

Mesmo tendo vivido todas essas perdas, Simon e Gina não estavam prontos para jogar a toalha e foi aí que decidiram mudar de método e optaram por ter um bebê através da fertilização in vitro e felizmente esse método foi bem sucedido para eles.

Gina revelou que tem uma filha de 20 anos de um relacionamento anterior, mas desde 2010 queria ser mãe pela segunda vez com seu parceiro Simon. Durante os 11 anos em que tentou ter um bebê, sofreu duas gestações ectópicas e, como resultado, perdeu suas trompas de falópio em 2010 e 2016, respectivamente. “Eu sabia que um dia teríamos um bebê. Eu nunca desisti”, disse Gina ao Daily Mail.

Por fim, quando o casal conseguiu juntar dinheiro suficiente para realizar a fertilização in vitro, eles tiveram que adiá-la duas vezes devido ao desenvolvimento da pandemia de COVID-19.

No entanto, Gina e Simón conseguiram encontrar a oportunidade de fazer o procedimento e, graças ao sucesso desse método, seu bebê nasceu no Hospital Universitário James Cook.

A primeira filha do casal recebeu o nome Lola.

“Ela é perfeita, absolutamente linda”, completou a mãe emocionada, mencionando que tanto ela quanto o companheiro estão muito animados com a chegada da filhinha depois de tantas tentativas.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.