Uma mulher No Mali deu à luz nove bebês – dois a mais do que os médicos detectaram em seu útero – de acordo com o Ministério da Saúde do país.

Esperava-se que Halima Cisse, 25, desse à luz sete bebês, segundo ultrassonografias realizadas no Marrocos e em Mali, que deixaram passar dois dos irmãos. Todos vieram ao mundo através de cesariana.

A gravidez de Cisse fascinou a nação da África Ocidental e atraiu a atenção de seus líderes. Quando médicos em março disseram que Cisse precisava de cuidados especializados, o líder de transição do país, Bah Ndaw, ordenou que ela fosse enviada para o Marrocos, onde deu à luz cinco meninas e quatro meninos, segundo o Ministério da Saúde de Mali.

“A mãe e os bebês estão bem até agora”, disse a ministra da saúde de Mali, Fanta Siby, à Agence France-Presse, acrescentando que ela havia sido informada pelo médico do Mali que acompanhou Cisse ao Marrocos.

Eles devem voltar para casa dentro de algumas semanas, acrescentou ela.

Os médicos estavam preocupados com a saúde de Cisse, de acordo com reportagens da imprensa local, bem como com as chances de sobrevivência de seus bebês. Nônuplos são extremamente raros. As complicações médicas em nascimentos múltiplos deste tipo geralmente significam que alguns dos bebês não sobrevivem.

***
Redação Conti Outra, com informações de The Guardian.
Foto destacada: Ministério da Saúde do Mali.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.