Mulher constrói bebedouro público para pessoas sem-abrigo no muro de sua casa

Segundo Márcia, o seu próximo objectivo é criar uma cantina, onde as pessoas mais necessitadas e sem-abrigo possam comer gratuitamente.

CONTI outra

Márcia Regina Pini é uma advogada de Porto Velho, capital de Rondônia, que decidiu construir um bebedouro público no muro da sua própria casa para que as pessoas sem-abrigo possam beber água e “matar” a sua sede gratuitamente.

Segundo ela, a sua decisão deveu-se ao fato de ter tido conhecimento que muitas dessas pessoas têm problemas renais por não beberem água suficiente, infelizmente, na maioria das vezes, por dificuldades financeiras.

Esta sua fonte localiza-se na Rua Brasília, no bairro São Cristóvão, Rio de Janeiro, e não só está equipado com um equipamento elétrico que mantém a água fresca e gelada, como está disponível para qualquer pessoa usar.

“Eu fiquei pensando em uma forma que eles (moradores de rua) não precisassem tocar a campainha. E não só para atender essa população, mas qualquer pessoa que passar. Afinal, a água é a fonte da vida. A sede é uma tortura“, contou Márcia ao G1.

Para a sua construção, a advogada comprou uma pia, uma torneira e o tal equipamento elétrico que mantém a água fresquinha, tendo ficado pronto em apenas 6 meses. Apesar de ter sido criticada inicialmente por alguns familiares e vizinhos, que não acreditavam que a sua ideia fosse boa, no final, todos acabaram por concordar que realmente era uma boa ação e que a população certamente iria agradecer.

“Às vezes as pessoas têm medo, ficam preocupadas, mas a população de rua não é violenta. Hoje, a gente vê pessoas passando, enchendo a garrafinha e eu fico feliz de poder contribuir”.

Todos os dias o bebedouro é limpo por Márcia ou pela sua família, e é reposto o estoque de copos descartáveis. A própria vigilância sanitária já visitou o local, verificou o seu funcionamento e bebeu da fonte, tendo aprovado o projecto.

A decoração do espaço ficou a cargo de Márcia, que aproveitou uns restos de material que tinha em casa, para criar um espaço mais acolhedor e bonito.

Segundo Márcia, o seu próximo objectivo é criar uma cantina, onde as pessoas mais necessitadas e sem-abrigo possam comer gratuitamente.

Tão bom saber que ainda existem pessoas boas que se preocupam com aqueles que mais precisam ❤️

Crédito das imagens: Diêgo Holanda/G1

Via Sábias Palavras.

Com informações de G1

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.