Mulher abandona tudo e abre hospital para crianças órfãs ​​no Quênia

Graças a esta jovem, crianças quenianas órfãs ou em situação de vulnerabilidade tem alguém que se preocupa com elas.

CONTI outra

Há pessoas que nascem com um propósito na vida: Fazer a diferença no mundo. Este é o caso de Amy Hehe, que aos 19 anos traçou o futuro de seus sonhos, que, diferentemente da maioria das pessoas, não era uma casa, nem um prédio de luxo. Amy se dedicou a planejar todos os detalhes de um centro médico para cuidar de crianças órfãs com doenças terminais no Quênia.

O florescer desta ideia se deu quando Amy tomou consciência de como órfãos e crianças em situações de vulnerabilidade lutavam para sobreviver em instituições lotadas. Naquele momento ela descobriu sua verdadeira missão de vida; Seu sonho era construir um hospital para cuidar e ajudar essas crianças . Seis anos depois, o sonho de Amy tornou-se realidade quando ela e seu marido, Rob, fundaram o Hospital Infantil OVI, sem fins lucrativos.

A jovem se formou no Programa de Assistência Médica da Universidade de Kentucky , e desde o início de sua missão ela enfrenta o duro impacto de testemunhar o sofrimento de seus pequenos pacientes, que lutam contra a desnutrição, malária, ferimentos, câncer e HIV.

Graças a Amy, os pequenos quenianos têm alguém que se preocupa com eles e com sua saúde. A vida de Amy é dura, mas apesar das dificuldades, ela vive por uma causa maior: o bem de todas as crianças que precisam de atenção, amor e esperança.

E você, tem um propósito de vida? Se o tiver, siga neste caminho. Pode ser que você consiga transformar a vida de muitas pessoas, como Amy fez com estas crianças do Quênia.

***

Destaques Psicologias do Brasil. Com informações de: Nation.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.