Moço, meu coração está inteiro pra você. Obrigada pela paciência.

Agora, sim, estou pronta. Posso e quero ser sua, não por carência, mas, por um querer autêntico.

Agora, sim, estou pronta. Posso e quero ser sua, não por carência, mas, por um querer autêntico. Que bom que não desistiu de mim, apesar do considerável espaço de tempo em que estive indisponível. Isso me dá a segurança de estar com um homem que sabe o que quer. Sabe, quando lá no passado, eu disse a você que não tinha a menor condição de me relacionar, eu fui muito sincera e honesta. Eu aprendi, a duros golpes, que o coração é um território sagrado, e, como tal, todo respeito e zelo é pouco para lidar com ele.

Naquela época, a minha razão percebia as suas virtudes, mas o meu coração estava anestesiado, ele não esboçava as reações que considero fundamentais para iniciar um vínculo afetivo. Sabe, eu não queria estar com alguém só porque ele é uma boa pessoa, eu precisava de algo mais. Eu tenho essa característica de ser muito intensa. Relacionamentos de conveniência nunca foram a minha praia. Melhor dizendo, já vivi uma esparrela dessa, mas foi um aprendizado para nunca mais esquecer a lição. É horrível olhar uma pessoa nos olhos, na intimidade, e ter que se esforçar para sentir desejo por ela. Isso, de certa forma, é uma baita agressão para os dois envolvidos, entende?

Querido, eu sei o que é assumir um relacionamento sem nenhum frio na barriga, e, não me julgue por isso. Isso aconteceu porque eu tinha uma tremenda dificuldade para dizer “não” e eu acreditava que, com o tempo, o amor e o desejo surgiriam, foi isso que me ensinaram. Sei lá, a pessoa tinha muitas virtudes que eu idealizava num homem, mas, de verdade, eu não o admirava e não o desejava. Nessa brincadeira de mal gosto, me violentei demais tentando encontrar uma conexão com alguém que não tinha nada a ver comigo, ele não sabia me ler, nem me interpretar.

Então, nessa bagunça toda, percebi que eu precisava de um longo período a sós comigo. Precisei de tempo para me perdoar pelas escolhas equivocadas e que me machucaram muito. Eu precisei me redescobrir, sem urgência. Eu já nem sabia mais no que acreditar, a minha capacidade de acreditar no amor ficou muito abalada. Nesse meio tempo, fui em busca de outros interesses e de outras paixões. Foi a melhor decisão. Percebi que a vida é muito mais do que querer ter alguém ao lado. Não que eu não considere isso maravilhoso, mas não podemos pautar a nossa existência apenas nessa busca. O amor é algo que nos encontra quando estamos distraídos, de preferência, apaixonados por outras nuances da vida.

Agora, após perceber o meu coração limpinho e arejado, percebi um sentimento bonito por você, aqui dentro. A admiração já existia, só faltava o coração assinar embaixo e sinalizar o querer dele. E eu fico tão feliz por você não ter desistido de mim. O tempo todo, você se mostrou interessado e atencioso, mas, nunca foi invasivo. Em nenhum momento você me incomodou com alguma cobrança, você foi apenas uma presença agradável, que, pouco a pouco, foi cativando o meu querer. Hoje, percebo que você foi o meu melhor ouvinte quando precisei falar. Você tem uma escuta sincera e interessada, algo muito raro nos dias atuais. Consigo enxergar em você tudo o que não conseguia perceber naquela fase anterior, quando me abordou falando de um sentimento que eu não tinha condições de retribuir.

Aqui estou, transbordando um querer de mulher madura e, que ainda não se livrou de algumas nuances da adolescência. Sim, tenho um lado adolescente que levarei comigo até o último suspiro. Esse lado é o que me faz viver sem reservas aquilo que me seduz. Eu quero você! Me leve para passear pelas suas ruas, me mostre o que existe por trás desse sorriso, meio tímido…meio malicioso. Ah, vou logo avisando, eu não sei querer mais ou menos, eu não tenho reservas. Se me encantou dessa forma, esteja preparado, meu amor. Obrigada por existir e por não ter desistido de mim. Que bom que eu te encontrei nesse Universo gigantesco. Você se tornou o primeiro e o último pensamento do meu dia.

***

Photo by Alex Bocharov on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.