Miguel Falabella e Danielle Winits, que estão de passagem por Portugal, como parte da turnê da peça ‘A Mentira’, estiveram recentemente em um programa na rádio portuguesa RFM. Na ocasião, o ator de 66 anos soltou o verbo contra a atriz Cássia Kis, que se envolveu em uma série de polêmicas desde o ano passado, quando deu declarações homofóbicas em uma entrevista.

“Hoje em dia, se eu olhasse para trás, eu teria recusado alguns trabalhos. Com Cássia Kis, por exemplo, com quem trabalhei, fiz até teatro. Porque, na verdade, o que nós vimos hoje em dia, a pessoa que ela se transformou, ela já era, mas nós éramos mais jovens e preferíamos não ver aquele lado monstruoso, desumano”, justificou o ator e dramaturgo.

“Eu me lembro que ela fez coisas muito desagradáveis em uma peça que fizemos juntos, e eu até, na época, falei: ‘Não é assim que se trata as pessoas, ficou louca?’. Mas a gente não tinha muito tempo para isso, era um elenco muito grande. E finalmente, hoje em dia, ela se mostrou exatamente como é”, afirmou Falabella, que esteve ao lado da atriz de 65 anos na peça de teatro ‘Mephisto’, em 1993.

Outros personalidades da mídia tem se posicionado contra o comportamento da atriz, que está no ar na atual novela das 21h, da Rede Globo, Travessia, de Glória Perez. José de Abreu está sendo representado pela advogada Luanda Pires, especialista em Direito Antidiscriminatório e presidente da Associação Brasileira de Mulheres LBTIs, em três ações processuais contra Cássia Kis após as falas homofóbicas da famosa durante entrevista à jornalista Leda Nagle no final de outubro.

***
Redação Conti Outra, com informações do Correio Braziliense.
Fotos: Caio Gallucci/Divulgação – Globo/ Ellen Soares.







LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES



As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.