A metáfora do gelo derretido

"Se nós levamos um calorzinho, por menor que seja, do nosso coração para as outras pessoas, poderemos derreter muitos corações que estão frios e tristes!"

Esses dias estava ouvindo um programa de rádio que gosto muito chamado “Momento Zen”, com a Monja Coen, pela Rádio Mundial, e no programa ela falou uma coisa muito interessante e que me inspirou a escrever o texto que você lê agora.

Ela falava que se nós levamos um calorzinho, por menor que seja, do nosso coração para as outras pessoas, poderemos derreter muitos corações que estão frios e tristes!

A partir dessas lindas palavras dela eu criei essa simples metáfora do gelo derretido. Veja só que legal!

Sabemos através da calorimetria, conteúdo bastante estudado em Física e Química, que a água tem ponto de fusão à 0°C e ponto de ebulição à 100°C. Ou seja, ela passa de gelo para água líquida à 0°C e de água líquida para vapor à 100°C.

Se a água estiver à temperaturas negativas ela vira gelo e quanto mais negativa a temperatura, mais rígido esse gelo vai se tornando.

Assim como é com a água, é também com as pessoas. Quanto mais NEGATIVAS elas vão se tornando, mais FRIAS vão ficando e consequentemente mais RÍGIDAS também! É incrível essa associação concorda?

Mas estou escrevendo esse texto principalmente para mostrar que existe dentro do seu coração todos os elementos da natureza: ÁGUA, AR, TERRA e FOGO.

A água que compõe a maior parte do sangue que circula nas suas artérias e veias.

O ar que é levado até as células pelos glóbulos vermelhos.

A terra dos tecidos musculares do miocárdio.

E o fogo do calor que vem do sangue que circula e dos batimentos cardíacos.

Em outras palavras, somos como que um pequeno SOL, que se estiver vibrante e feliz, pode de fato iluminar e aquecer os corações das pessoas que estão frias e sem brilho!

Outra coisa interessante dessa metáfora que eu criei é que, se por exemplo você pega um gelo que está à -50°C e jogar um pouco de calor sobre ele, é claro que esse gelo não será derretido, mas se você medir sua temperatura, ela terá subido para -40°C ou talvez até para -30°C.

Temos dificuldade de perceber que houve uma EVOLUÇÃO, que houve um AQUECIMENTO, porque nos fixamos na forma. Era gelo e continuou gelo, entende?

Ok! Mas antes era um gelo muito mais FRIO e RÍGIDO, e que agora está pouco a pouco se tornando mais MALEÁVEL e TRANSMUTÁVEL.

Nessa hora é muito importante nos darmos conta de que o pouco que a gente faz com amor e com dedicação, sem esperar nada em troca, sempre gera resultados positivos. Muitas das vezes nem sequer conseguimos enxergar que o que fizemos fez bem a alguém, mas acredite! FEZ SIM!

E quanto mais nós utilizamos nosso calor para aquecer os outros, cada vez mais veremos gelos sendo derretidos e se transformando em águas límpidas e correntes! Que vão aquecer e iluminar outros corações que estejam frios e rígidos.

Sem perceber, ao doar seu amor e seu calor, você estará promovendo uma corrente do bem, uma corrente que leva esse calor aos corações que estão sofrendo pelas inúmeras dores e amarguras causados pelas experiências difíceis da vida!

Enfim! Essa é uma metáfora muito simples, mas riquíssima em ensinamentos para nós!

Para concluir, compartilho também um breve áudio que gravei inspirado na linda música do George Harrison, do tempo que ele ainda era dos Beatles, chamada “He comes the sun”, uma música que certamente você já ouviu e que sempre vale a pena ouvir de novo…

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Isaias Costa
Bacharel em Física. Mestre em Engenharia Mecânica e Psicanalista clínico. Trabalha como professor de Física e Matemática, mas não deixa de alimentar o seu lado das Humanas estudando a mente humana e seus mistérios, ouvindo seus pacientes e compartilhando conhecimentos em seu blog "Para além do agora", no qual escreve desde 2012.