Menino vende seu Xbox e trabalha como jardineiro para comprar um carro para sua mãe

O menino não queria mais ver sua mãe tão cansada, indo para todos os lugares a pé. Decidiu que faria algo para mudar essa situação.

REDAÇÃO CONTI outra

Embora muitos dos adolescentes que conhecemos seja egocêntrica e se preocupe apenas em se divertir, há alguns que também se preocupam com os outros e fazem o que podem para ajudar seus pais.

Este é o caso de William Preston, um menino de 13 anos que costuma fazer jardinagem e trabalhos domésticos para as pessoas do seu bairro e, assim, ganhar algum dinheiro extra para ajudar sua mãe, que sustenta sozinha os três filhos.

Solidário à luta diária da mãe para trabalhar e cuidar dos filhos, o menino se comprometeu a melhorar a situação para ela. Ele não queria mais vê-la tão cansada, indo para todos os lugares a pé porque não tinha carro. Ele sabia que precisava fazer algo à respeito.

Facebook @Krystal June Preston

“Eu vi vídeos no YouTube em que as pessoas compram um carro para suas mães e as surpreendem com ele”, disse William Preston. “Eu queria fazer isso”.

Um dia, enquanto navegava no Facebook, o menino percebeu que alguém estava vendendo um veículo Chevrolet Metro 1999 e não hesitou em fazer uma oferta de troca: seu Xbox pelo carro.

“No início a vendedora disse não, mas depois pensou no assunto e acabou aceitando”, contou William sobre a conversa que teve com a vendedora.

E assim que ele contou a sua mãe o que tinha feito, ela evidentemente não acreditou nele. Pelo menos não até que o dono do carro aparecesse na porta para pegá-los e mostrar o veículo que haviam comprado.

“Que outro menino de 13 anos compraria um carro para a mãe? Não conheço ninguém, nunca ouvi falar de nenhum”, disse Krystal Preston. “Não consigo nem expressar o que estou sentindo, acho que não há palavras para expressar minha gratidão e meu orgulho”, disse a emocionada mãe por meio das redes sociais.

Confira a postagem original:

Facebook @Krystal June Preston

“Não tenho palavras que possam expressar como me sinto agora. Estou em choque total … As últimas duas semanas foram literalmente cheias de lágrimas, raiva, confusão e sofrimento. Hoje tenho o maior choque da minha vida …

Como alguns de vocês devem saber, meu filho William é uma verdadeira máquina de cortar grama, limpar jardim e ganhar dinheiro. Bem, meu filho hoje disse que tinha um trabalho a fazer, então eu permiti que ele fizesse, como em qualquer outro dia. Bem, desta vez foi diferente. Muito diferente.

William voltou para casa e disse: ‘Mãe, comprei um carro para você’. Eu, é claro, ri e disse: ‘Sim … claro!’ Ela disse: ‘Não, mãe, estou falando sério. Eu comprei um carro para você. Vamos, temos que ir.’

Eu estava neste momento bastante confusa e cética e disse ‘vamos?’. E então ele disse ‘com esta senhora’.

E para minha surpresa, eu entro em meu jardim e, oh meu Deus, há uma mulher parada lá e como William disse, nós íamos dar um passeio. William pula no carro e então eu penso, ‘o quê?! Isso é algum tipo de piada.’ Ninguém diz nada, então ainda acho que é uma piada. Paramos em uma casa e William diz: “Mãe, esse é o seu carro”.

Fiquei realmente chocada. Estou sem palavras. Meu filho de 13 anos me comprou um carro. Ele fez um trabalho para essa mulher e esse foi o pagamento dela. E aqui eu pensei que era uma piada… Não, eles me deram as chaves e os papéis do carro e eu enlouqueci, estava em choque, pensando como ‘Meu Deus, isso está realmente acontecendo’. Então entramos no carro e partimos.

Estou muito orgulhosa do meu filho. Ele é um bom garoto. Ele pode ter seus dias, mas meu Deus, que outro menino de 13 anos compraria um carro para a sua mãe? William, eu te amo, filho, e obrigado! Você tem um coração tão grande. Eu te amo … ”

Não há dúvida de que essa mãe criou um menino muito gentil e solidário.

***

Redação CONTI outra. Com informações de upsocl

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.