Mesmo em dias tão conturbados como os que estamos vivendo, há espaço para os bons sentimentos, e a prova disso é o sucesso que tem feito na internet a comovente história do menino Matheus Ferreira de Moura, de apenas cinco anos, que recolhe livros no lixo e sonha com o dia em que poderá se dedicar aos estudos.

Como conta a matéria do G1, Matheus, que mora em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, estava vestido apenas com um shorts quando entrou na caçamba e recolheu de lá algo que para ele são itens precioso que jamais deveriam ser considerados lixo, um punhado de livros.

Matheus, de Caraguatatuba, recolhe livros em caçamba de entulho — Foto: João Mota/TV Vanguarda

A cena acabou sendo flagrada por policiais militares de folga, que fizeram uma foto de o seguiram, de longe, até a casa onde morava.

Depois de conhecerem Matheus e a família, os policiais contaram a história em nas redes social. A foto de Matheus saindo da caçamba rapidamente viralizou e já mobiliza pessoas a melhorarem a vida do pequeno e da família.

Família de Matheus, de Caraguatatuba — Foto: João Mota/TV Vanguarda

Matheus é filho de Claudinei Ferreira de Moura, dona de casa, e Winderson Balbino de Lima, autônomo. Ele tem ainda 5 irmãos. Eles vivem em uma casa basatante simples e, de acordo com a mãe, passam por dificuldades financeiras. Ao mesmo tempo, ela destaca que todos são felizes e unidos.

Quando perguntado sobre qual é o seu sonho para o futuro, o menino mostra que já deu o primeiro passo ao recolher os livros.

“(Meu sonho é) estudar”, disse Matheus.

“O que eu mais quero para os meus filhos é que eles tenham o que eu não tive. A minha felicidade é ver eles crescendo e conquistando o sonhos deles”, disse a mãe de Matheus, Claudinéia Ferreira de Moura.

André Pereira, Matheus e Glaucio — Foto: Arquivo pessoal/André Pereira

Os policiais militares André Pereira e Glaucio Oliveira, que foram os responsáveis por divulgar a história, contam que, quando viram o menino na caçamba de lixo, acharam que ele pudesse estar procurando comida. “Vimos que pegou os livros velhos, colocou embaixo dos braços e saiu descalço. Ficamos observando e vimos onde ele foi. A Beatriz, esposa do Glaucio, pegou umas roupas usadas para doar e fomos fazer contato. Conversamos com a família e perguntamos se eles queriam ajuda, se poderíamos divulgar a história para tentar atrair pessoas”, relatou o sangento André Pereira.

A repercussão positiva é comemorada por André e Glaucio.

“Eles já ganharam muitas coisas, mas precisam de mais estrutura também como um tratamento odontológico. Existem muitos Matheus pelo mundo e é importante a gente olhar pro lado e ajudar o quanto pudermos”, comentou Glaucio Oliveira.

Matheus e os irmãos, em Caraguatatuba — Foto: João Mota/TV Vanguarda

A família até agora já recebeu doações de cestas básicas, equipementos para a casa, vide-game para as crainças e uma bolsa de estudos para Matheus em uma escola particular da sua cidade. Além disso, uma vaquinha online foi criada para arrecadar recursos para a família de Matheus.

Matheus, de Caraguatatuba — Foto: João Mota/TV Vanguarda

***
Redação Conti Outra, com informações do G1.
Foto destacada: João Mota/TV Vanguarda.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.