O pequeno Hassan Pisecka, que ficou mundialmente conhecido após viajar sozinho 1200 quilómetros da Ucrânia até a fronteira com a Eslováquia finalmente reencontrou a mãe e a família. O menino de 11 anos atravessou o país devastado pela guerra carregando apenas uma sacola plástica, o passaporte e o número de telefone do seu irmão escrito na mão.

Julia Pisecka, mãe de Hassan, não pôde acompanhar o filho porque precisou permanecer na sua cidade natal, Zaporizhzhia, uma área que foi alvo de ataques russos desde o início do conflito. Cumprida a sua jornada para atravessar a fronteira para a Eslováquia, Hassan tinha à sua espera familiares em Bratislava.

Julia denviou o filho sozinho até a fronteira porque temia que a avó das crianças não resistisse a uma viagem tão longa e complicada rumo à Eslováquia. “Agradeço muito por terem salvado a vida do meu filho”, declarou Pisetskaya nas redes sociais na última semana.

Segundo a polícia da Eslováquia, a mãe e a avó de Hassan conseguiram chegar ao país num dos comboios de refugiados que chegam todos os dias às fronteiras ucranianas.

***
Redação Conti Outra, com informações de JN.
Foto destacada: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.