Menina é vista fechada do lado de fora de janela de prédio; avô diz que “era uma brincadeira”

Além de colocar a menina de dois anos no parapeito, o homem foi flagrado fechando a janela e deixando-a sozinha do lado de fora do apartamento.

CONTI outra

Circula pela internet desde ontem (28) um registro assustador. Nas imagens capturadas por uma moradora da Ilha do Governador (RJ), um homem é visto colocando uma criança no parapeito da janela de um apartamento da região.

Extremamente preocupada com a situação, a mulher acionou a polícia ao local, que averiguado que a menina de 2 anos ficou presa por uma rede de proteção e que, segundo o avô da menina, o ato foi uma “brincadeira”. De acordo com a Rede Globo, apenas um aviso foi emitido e o Conselho Tutelar não foi acionado.

Além de colocar a menina no parapeito, o homem foi flagrado fechando a janela e deixando-a sozinha do lado de fora do apartamento – amparada pela rede. Preocupada, a mulher que filmou a cena decidiu chamar a polícia “para poder ir lá e conter a situação”.

“Foi assim algo muito rápido porque eu só imaginava a criança ali caindo”, afirmou a mulher, que preferiu manter o anonimato, à emissora.

A polícia, então, foi até o local e constatou que a janela em questão conta com uma rede de proteção. Também averiguou-se que o avô da criança foi quem a colocou no parapeito no que, de acordo com ele, foi uma “brincadeira” com a neta de dois anos.

Quatro pessoas moram no apartamento e todas prestaram depoimento à polícia. Os agentes optaram por não acionar o Conselho Tutelar, uma vez que o avô admitiu o erro. Todavia, um aviso foi emitido e, em caso de reincidência, as autoridades de defesa à criança serão convocadas.

“Às vezes as pessoas têm medo de alguma represália, como eu também senti, mas no momento o meu instinto foi de zelar pela vida da criança”, relatou a mulher que fez a denúncia. “Tem que se meter sim, tem que proteger”, completou.

***
Redação Conti Outra, com informações de Notícias UOL.
Foto destacada:Reprodução/Rede Globo.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.