Maira Shahbaz, uma garota paquistanesa de 14 anos, está escondida e pede asilo no Reino Unido após fugir do casamento com um homem de 45 anos.

Ela já teria sofrido um sequestro e um estupro coletivo antes do casamento. Em um comunicado, ela pediu: “Estou muito assustada devido às ameaças à minha vida e de minha família. Por favor, me protejam”.

Uma campanha foi criada para pressionar o primeiro-ministro britânico Boris Johnson a tomar uma ação para tentar tirar a garota e sua família do Paquistão.

A menina, que é católica, fugiu do marido em agosto, cinco dias depois de uma corte ordenar que ela se convertesse ao islamismo para se casar oficialmente com Mohamad Nakash Tariq, de 45 anos.

A determinação causou protestos no Paquistão, onde se estima que mil crianças hindus e cristãs são sequestradas e forçadas a se converterem.

Maira afirma que foi sequestrada em 28 de abril e deixada presa. Diz que os sequestradores a drogaram e a estupraram, antes de tentarem forçá-la a se converter e casar com Tariq – que nega as acusações.

Sajid Christopher, um ativista pelos direitos humanos, tem dado suporte: “Maira sabe que se eles souberem do seu paradeiro, ela será morta”.

***
Redação Conti Outra, com informações de UOL.
Foto destacada: Reprodução/Dailymail.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.