Melhores amigas afirmam que são gêmeas por “terem a mesma alma”

Desde que se conheceram há cerca de três anos atrás, Jia e Zuri nunca mais se largaram, tornando-se as melhores amigas de sempre.

CONTI outra

O racismo e preconceito ainda é algo bastante presente na nossa sociedade actual. Ainda assim, as crianças conseguem dar-nos verdadeiras lições de amizade e humanidade ao não escolherem os seus amigos pela cor da pele. Aliás, algumas criam amizades tão fortes e especiais que não só se consideram da mesma família de sangue, como algumas até se convencem de que são iguais, apesar das diferenças óbvias, como o caso de duas meninas – Jia, de pele branca e cabelo loiro, e Zuri de pele negra e cabelo crespo – de 5 anos que se consideram irmãs gémeas.

Desde que se conheceram há cerca de três anos atrás, Jia e Zuri nunca mais se largaram, tornando-se as melhores amigas de sempre. Para reforçar ainda mais a sua relação, as duas quase que partilham o mesmo dia de aniversário, tendo apenas nascido com dois dias de diferença – Jia nasceu a dia 3 de Junho e Zuri a 5 de Junho.


Na realidade, a única grande diferença entre as duas é mesmo a cor da pele, mas não para ambas. E foi precisamente isso que Jia tentou mostrar a uma menina numa festa de aniversário de um amigo em comum quando afirmou que ela e Zuri eram gémeas.

Achando estranho, a pequena respondeu que elas não eram gémeas, o que acabou por fazer Jia chorar. Contudo, esta respondeu de imediato que eram gémeas não só porque têem o mesmo aniversário, mas também porque têem a mesma alma.

(“A minha irmã e a sua melhor amiga pensam que são gêmeas porque têm o mesmo aniversário e esse foi o resultado.”)

Esta afirmação da pequena surpreendeu todos, mostrando o verdadeiro significado da relação de ambas e a forma como estas “olham” para a sua amizade tão especial.


É incrível como duas crianças conseguem fazer algo que muitos adultos não conseguem! Esta é sem dúvida mais uma prova de que o racismo e preconceito não nasce connosco, mas sim é ensinado.

“Elas não vêem a cor. Nós nunca falamos com elas sobre isso, ponto final.”, disse Ashley Riggs Sarnicola, mãe de Jia, ao ABC News.

Via Sábias Palavras

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.