A diretora Marlene Mattos, que por muitos anos assumiu o controle da carreira e dos negócios de Xuxa, recorreu à 42ª DP do Rio para registrar ocorrência contra a apresentadora. As informações são da coluna de Ancelmo Góis.

Marlene estaria acusando a “Rainha dos Baixinhos” de calúnia, citando a entrevista concedida por Xuxa à Veja, em 27 de janeiro, na qual a apresentadora diz ter sido “roubada, enganada, usada e manipulada”.

A coluna ainda divulgou um trecho do boletim de ocorrência. Confira abaixo:

“Descreve-se neste momento trecho da entrevista onde resta claro o crime cometido pela Autora. O entrevistador faz a seguinte pergunta. “Antes de assumir o controle de sua carreira e negócios levou muitos golpes?” resposta, “Olha, eu poderia ser duas ou três vezes mais rica. Fui tudo o que as pessoas imaginam: enganada, usada, manipulada, roubada. Quando falo disso, vem logo a imagem da Marlene, mas não foi só ela. Insisto em dizer que confiei demais em todas as pessoas próximas a mim. Fui passada para trás por coreógrafo, maquiador, fotógrafo. Digo sem vergonha que fui inocente, boba, burra mesmo”.

Marlene Mattos registrou a ocorrência três dias após a veiculação da entrevista, em 29 de janeiro. O caso, porém, só foi encaminhado ao TJ do Rio somente no final de março, quando passou a tramitar na 9º Juizado Especial Criminal.

Além da parceria de trabalho com Xuxa, Marlene Mattos também agenciou a carreira de diversos ídolos do esporte, como as jogadoras de vôlei Virna e Leila, os futebolistas Dida e Kaká, e o ex-nadador Xuxa.

***
Redação Conti Outra, com informações da coluna de Ancelmo Góis para O Globo.
Fotos destacadas: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.