Na última quarta-feira, 30, a Manequim Filmes, distribuidora do filme “Alemão 2”, divulgou um pedido público de desculpas aos atores Mariana Nunes e Dan Ferreira, que não foram citados no texto da carta enviada ao elenco, junto com um kit de brinde de divulgação do longa-metragem.

O pedido de desculpas é uma resposta à repercussão das críticas feitas por Mariana em um vídeo postado em seu Instagram. A atriz chamou a situação de “apagamento”.

O kit de divulgação enviado aos atores continha uma caixa com um headphone e um flyer do filme “Alemão 2”. Logo que começou a ler o texto, Mariana se assustou ao notar que seu nome não tinha sido citado ao lado dos nomes dos outros atores da produção.

“No filme ‘Alemão 2’ dou vida à personagem que tem o mesmo nome que eu, Mariana. Nós duas temos a mesma cor também. A Mariana do filme é uma moradora do Complexo do Alemão e tem um filho com um antigo traficante que saiu do morro. Ela não é do movimento. Ela é uma mãe solo, que atualmente vende quentinhas pra sustentar seu filho e é impossibilitada de viver plenamente seus afetos por conta de seu passado. Pra mim, a Mariana representa as pessoas que deveriam ser as verdadeiras protagonistas dessa história, mas que na verdade são apagadas. São apagadas pelo tempo, apagadas quando se tornam apenas estatísticas, apagadas literalmente pelos tiros da polícia que chegam antes mesmo de qualquer explicação ou entendimento. O filme tenta não ser assim, mas a vida é. Essas pessoas são os moradores das favelas que vivem espremidos entre a polícia e o tráfico”, disse a atriz em sua publicação.

“Hoje mais cedo recebi um mimo com um flyer contendo o release do filme. No texto do release não tem meu nome. Quem viu o ‘Alemão 1’ sabe quem é a Mariana na trama. Ela é o único personagem que está nos dois filmes. Ela é uma mulher em fuga pela sobrevivência, fugindo do apagamento. E é sobre apagamento esse texto. O apagamento das Marianas que representam tanta coisa que não queremos ver, coisas que ‘não vendem’. Mas é isso. Meu trabalho tá no filme e a Mariana segue viva. PS. Meu riso no final do vídeo é de nervoso”, finalizou Mariana Nunes.

Abaixo voê confere na íntegra o texto do pedido de desculpas divulgado pela Manequim Filmes.

“Pedido público de desculpas

Mariana Nunes e Dan Ferreira, pedimos desculpas por não termos incluído o nome de vocês no corpo do texto que foi enviado junto com um brinde a profissionais do meio cinematográfico, como forma de agradecimento ao apoio no lançamento de ‘Alemão 2’. O nome de vocês, assim como o nome de grande parte desse grande elenco, esteve em todos os materiais oficiais do filme, inclusive no topo dessa carta, que reproduz o cartaz do filme. Não existe justificativa para não ter estado no corpo do texto. Foi um erro grave e estamos tomando providências para que isso não ocorra novamente.

‘Alemão 2’ é a continuação do filme ‘Alemão’, uma obra de ação que acompanha a operação da Unidade de Polícia Pacificadora no Complexo do Alemão em 2010. Este novo filme se passa quase uma década após o primeiro e evidencia um projeto fracassado. Seguimos vivendo o horror da população moradora de favelas – e principalmente de jovens pretos – sendo assassinada pela polícia, com números absurdos, em especial no Rio de Janeiro.

A personagem Mariana, brilhantemente interpretada por Mariana Nunes, é o elo entre os dois filmes. Uma moradora do Complexo, sobrevivente do primeiro filme e que tenta criar seu filho em um território constantemente violentado por uma polícia e um Estado que atua de forma racista em ações que colocam em risco a vida da população que ali vive.

Dan Ferreira interpreta com garra Bento, um policial que possui um relacionamento com Mariana e vive um conflito entre o amor e a tensão provocada pela invasão. Ele humaniza personagens que estão massacrados pela violência, expondo os dramas de homens e mulheres policiais, presos em armadilhas institucionais criadas pelo próprio Estado.

Nós, da Manequim, fazemos questão de investir também em filmes que abordam questões fundamentais para o Brasil de hoje. No caso de ‘Alemão 2’, abraçamos a crítica contra o racismo como parte da campanha de divulgação do filme, esperando que a força do audiovisual seja capaz de fazer pensar e colaborar para dar visibilidade para a causa.

Manequim Filmes”.

***
Redação Conti Outra, com informações de Catraca Livre.
Capa: Reprodução/Instagram.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.