A cantora Maria Rita participou recentemente do programa Drag Me as a Queen, do canal E!, e fez revelações muito honestas sobre a perda da mãe, a tamb´pem cantora Elis Regina, falecida em 1982, quando ela tinha apenas 4 anos. A

Maria Rita revelou que, como era muito pequena, não entendia que a mãe havia falecido e que ficou bastante confusa em relação ao desaparecimento de Elis de seu círculo familiar, pois acreditava que ela tinha ido embora.

“Era confuso, porque eu não entendia o que era morrer. Achava que tinha acontecido alguma outra coisa. Achava que tinha alguma coisa errada, fora da ordem ali. Foi confuso também porque pintavam que estava tudo bem, normal, e isso alimentava minha sensação de confusão. Isso num viés de uma criança que perdeu a mãe cedo”, desabafou a cantora.

“Eu achava que ela tinha ido embora. Foi um negócio confuso até eu entender de fato. Aí depois foi a confusão de como ela morreu, aí bagunçou a cabeça mais ainda, eu tinha uns 12 anos”, expôs Maria Rita.

Maria Rita revelou ainda que, ao longo de sua adolescência, sentiu muita raiva da mãe por ter supostamente tirado a própria vida.

“Senti muita raiva, porque eu julguei a minha mãe. A forma como ela morreu não tá certo, todo mundo sabe que isso é errado. Tá em tudo quanto é anúncio de campanha de televisão, capas de revistas. Então entrei num conflito de ‘como assim, isso aconteceu tão perto de mim’, sabe? Até eu entender o que é. É sempre um processinho, com o tempo. Eu guardava muito, interiorizava muito”, disse.

***
Redação Conti Outra, com informações de Na Telinha.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.