Essa mãe usou as redes sociais para fazer um desabafo que dividiu opiniões dos internautas. Ela se revoltou depois que sua mãe, a avó de sua filha, se recusou a cuidar da criança de graça.

A mãe americana, de 29 anos, contou que necessitava de alguém para cuidar da pequena agora que retornará ao trabalho mas não tem condições financeiras para contratar uma babá. Seu plano B então, era deixar a fiha sob os cuidados da avó, mas a ideia foi por água abaixo.

Foto ilustrativa: Pixabay

A avó não aceitou cuidar da criança, ao menos que a mulher lhe pague US$ 20 por hora (cerca de R$ 103). Por esse motivo, a mãe decidiu perguntar as opiniões dos internautas sobre o caso e o post teve grande repercussão.

Ela contou que sua mãe tem 64 anos, é aposentada e dona de casa e não trabalha há 20 anos, mas mesmo assim se recusou a cuidar da neta e afirmou que já tinha criado seus filhos. Além disso, a senhora indagou que, se ela quisesse mesmo o bebê, deveria virar dona de casa e viver como uma família ‘tradicional’.

“Quando expliquei tudo o que foi dito acima para minha mãe, ela passou a dizer que me cobraria US$ 20 (cerca de R$ 103) por cada hora que ela cuidasse do bebê, mais multas por atraso se nós não buscasse no horário combinado”, conta a mãe, adicionando que a avó da bebê não faz nada além de “cozinhar e assistir TV”.

Foto ilustrativa: Pixabay

As opiniões dos internautas se dividiram, mas em sua maioria, concordaram com a decisão da avó de cobrar para cuidar da neta. “Desculpe ser franco e rude, mas talvez não tenha filhos se não puder cuidar deles. E se seu plano sempre foi voltar ao trabalho, você deveria ter discutido isso antes da gravidez com a sua mãe”, escreveu um usuário.

“Sua mãe não tem obrigação de cuidar do seu bebê para você”, opinou outro. “Que audácia negligenciar o tempo de sua mãe. ‘Ela não faz nada’ porque ela tem 64 anos!”, afirmou um terceiro.

Com informações de Revista Crescer







LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES



As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.