“Mãe, hoje eu não comi sozinho!”

Mãe compartilha post sobre alunos que incluíram seu filho na hora do lanche.

Durante quatro anos, Kay Kirby  deixava o filho, Andrew, na escola.

Todos os dias, durante o período de almoço, ela enviava uma mensagem para ele e perguntava se ele estava sentado com alguém.

Todos os dias ele enviava uma mensagem dizendo que estava sozinho.

Segundo Katy, ao longo desses anos, Andrew sempre se sentava sozinho e isso incomodava a ela e ao seu marido.

“Eu consigo imaginá-lo sentado sozinho”, Kay disse à Fox News. “Ao longo dos anos, os funcionários sentavam com ele, mas ele nunca teve seus próprios colegas.”

Mas no primeiro dia de aula desse ano, em 20 de agosto, Andrew não respondeu ao texto da hora do almoço de sua mãe. Quando ela o pegou no final do dia, ele explicou por que não respondeu: “Mãe, eu não me sentei sozinho hoje!”, ele disse.

Na ocasião, membros do conselho estudantil da South Carolina Boiling High School notaram Andrew sentado sozinho e pediram que ele se juntasse a eles na mesa.

Kay ficou muito feliz.

“Nós só queremos agradecer a eles por não terem medo de ser amigos de alguém”, disse ela. “Isso me dá paz e só me ajuda como mãe [vê-lo com amigos].”

“Deveríamos ter feito isso antes e mais pessoas deveriam fazer o mesmo”, disse um dos estudantes.

Kay disse à Fox que Andrew é adotado e que ele nasceu com um vício em crack. Ele também tem neurofibromatose, que faz com que tumores cresçam ao longo do sistema nervoso. “Ele teve muitos desafios”, disse Kay, que inclui cirurgias nas costas e no pescoço.

“Ele é brilhante, mas é diferente.”
Agora, Andrew está mais confiante. “Agora ele quer ir para a escola”, disse Kay.

Andrew se senta com seus novos amigos diariamente, e no sábado, o grupo foi ao cinema juntos.

***

Tradução Adaptada: Conti outra, com informações de huffingtonpost

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.