Uma mãe desesperada foi forçada a jogar seu bebê de um prédio em chamas em meio aos tumultos que se intensificaram nos últimos dias na África do Sul.

Mais de 70 pessoas vieram a óbito em dias de violência após a prisão do ex-presidente Jacob Zuma.

Pessoas saqueando lojas no distrito comercial central de Durban supostamente começaram um incêndio que se espalhou para as casas das pessoas que moram no segundo andar e acima.

Imagens dramáticas mostram o momento em que uma mãe deixa seu filho cair de um prédio em chamas para uma multidão que correu para ajudar os presos no prédio na terça-feira (13).

Os vizinhos que pegaram o bebê imediatamente correram para pegar as escadas para ajudar outras pessoas a escapar.

De acordo com a BBC, a mãe se reencontrou com seu bebê, mas estava emocionada demais para falar. Os bombeiros chegaram 20 minutos depois.

Mais de 1.200 pessoas foram presas na ilegalidade que assola duas províncias, incluindo uma estação de rádio comunitária saqueada e tirada do ar na terça-feira e os centros de vacinação da Covid fechados, interrompendo vacinações urgentemente necessárias.

Muitos dos óbitos nas províncias de Gauteng e KwaZulu-Natal ocorreram em debandada caótica, enquanto milhares de pessoas roubavam alimentos, eletrodomésticos, bebidas e roupas de lojas, disse o major da polícia Mathapelo Peters em um comunicado na noite de terça-feira.

Ele disse que 27 óbitos estão sendo investigados na província de KwaZulu-Natal e 45 na província de Gauteng. Além das pessoas esmagadas, ele disse que a polícia está investigando mortes causadas por explosões quando pessoas tentam arrombar caixas eletrônicos, bem como outros óbitos causados por troca de disparos.

A violência estourou depois que Zuma começou a cumprir uma sentença de 15 meses por desacato ao tribunal na quinta-feira. Ele se recusou a cumprir uma ordem judicial para testemunhar em um inquérito apoiado pelo estado que investigava alegações de corrupção enquanto ele era presidente de 2009 a 2018.

***
Redação Conti Outra, com informações de Evening Standard.
Fotos no texto: AFP via Getty Images.
Foto destacada: Reprodução/BBC.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.