Lady Gaga voltará ao cinema, mas agora como uma vilã!

Sob a direção de Ridley Scott, a cantora interpretará uma assassina em série que abalou o mundo com os seu caso.

Ana Carolina Conti Cenciani

Quem não se apaixonou pela intensa história entre os personagens de Lady Gaga e Bradley Cooper em ‘A Star Is Born’? Além de formarem um casal incrível, pudemos ver uma nova faceta de Gaga, que de uma famosa cantora extravagante se transformou em uma completa estrela de Hollywood.

Agora, ela voltará ao cinema, mas desta vez não para nos fazer acreditar no amor, mas para incorporar a protagonista de um thriller baseado em fatos reais. Gaga se tornará uma vilã sem escrúpulos.

O filme será sobre o assassinato de Maurizio Gucci, um importante membro da família Gucci que dirigiu a famosa marca de moda italiana de 1983 a 1993.

Lady Gaga terá novamente um papel de liderança, interpretando Patrizia Reggiani, condenada por ordenar o assassinato de seu ex-marido Maurizio Gucci, que foi baleado em 27 de março de 1995 em frente ao portal de sua empresa em Milão.

O real caso teve grande exposição na mídia e Reggiani defendeu sua inocência o tempo todo. Ela acabou sendo condenada a 26 anos de prisão, porém, em 2016 um tribunal em Milão concedeu sua liberdade.

Maurizio era neto de Guccio Gucci, fundador da Gucci e responsável pelo grande império que, inicialmente, vendia selas para cavalo, até que se tornou uma cobiçada marca da moda.
O filme ainda não tem título, mas, além da direção de Ridley Scott, o roteiro será de Roberto Bentivegna, e foi baseado no livro ‘A Casa da Gucci’, de Sara Gay Forden.

Esta nova aposta no cinema de Lady Gaga será o primeiro projeto após o sucesso alcançado em ‘A Star is Born’, que a levou a ganhar o Oscar de melhor música original por “Shallow” com Bradley Cooper, e foi indicada ao prêmio como melhor atriz.

Sem dúvida, Lady Gaga está no topo de sua carreira e é merecido, afinal ela é boa como cantora e atriz. Uma estrela total!

 

Com informações de UPSOCL.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS