Julia Roberts fez um relato surpreendente durante uma recente entrevista para o HISTORYTalks. A atriz de 55 anos revelou que, quando nasceu, seus pais não tinham condições de arcar com as contas do hospital depois do parto, e quem acabou pagando a dívida foi o ativista negro Martin Luther King Jr. e sua mulher, Coretta King.

“Meus pais tinham uma escola de teatro em Atlanta, e, um dia, Coretta Scott King ligou para minha mãe e perguntou se os filhos dela podiam fazer parte da escola, porque eles estavam tendo dificuldade em encontrar um lugar que os aceitassem”, começou a atriz.

“Minha mãe falou: ‘Claro, venham’. E todos se tornaram amigos e eles nos tiraram de uma situação difícil”, completou. A entrevistadora ressaltou: “Nos anos 1960, não havia crianças negras interagindo com crianças brancas em escolas de teatro”.

Martin Luther King Jr. foi um pastor batista e ativista político estadunidense que se tornou a figura mais proeminente e líder do movimento dos direitos civis nos Estados Unidos de 1955 até seu assassinato em 1968.

Em janeiro deste ano, rascunhos do livro dos direitos civis “Stride Toward Freedom: The Montgomery Story”, escritos por Martin Luther King Jr., foram vendidos por US$ 225 mil, equivalentes a R$ 1,2 milhão.

***
Redação Conti Outra, com informações do Splash/UOL.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.