Jovem surfista recicla plásticos encontrados na praia e faz pranchas sustentáveis.

“Estou muito feliz, porque este é um projeto que pode realmente contribuir para fazer uma boa mudança para o nosso meio ambiente e nosso dia a dia”, conta Marcos Daniel Cruz, um jovem porto-riquenho que surfa e vê com os próprios olhos a poluição dos mares do país.

Ana Carolina Conti Cenciani

Os plásticos estão causando danos irreparáveis ao nosso planeta. Quando falamos de mares e oceanos, as coisas são ainda piores. Só na Espanha, segundo dados do Greenpeace, 30 milhões de latas e plásticos são jogados no lixo todos os dias, dos quais 79% vão para aterros ou diretamente para o meio ambiente. Muitos deles chegam ao mar, devido à ação de rios, esgotos, tempestades, chuvas, entre outros.

Muitos amantes da natureza, ativistas ou pessoas conscienciosas, decidiram agir para impedir tudo isso. Entre eles está o jovem porto-riquenho Marcos Daniel Cruz, que surfa e vê com os próprios olhos a poluição dos mares do país.

Ele então decidiu começar um novo projeto e fazer pranchas de surf feitas com o plástico recolhido nas praias, transformando o lixo em pranchas que são verdadeiras obras de arte, além de serem sustentáveis, é claro.

Quando os plásticos tocam os cursos d’água (rios, canais, esgotos), uma jornada direta ao mar começa. O Greenpeace explica que 80% dos resíduos encontrados nos oceanos vêm da terra, enquanto os outros 20% pertencem à atividade marítima (redes de pesca e outros).

O Concurso Internacional de Upcycle de Criadores e Inovadores da Vissla e Surfrider criou uma competição saudável que promove a sustentabilidade ambiental, diretamente relacionada a este belo esporte que é o surf.

Facebook Marcos Daniel Cruz Vicens

Marcos Daniel Cruz concorre com seu incrível design de prancha que foi resultado de um mês de reciclagem na praia de Vega Alta, em Porto Rico. Ele já é finalista do concurso.

Sua prancha é feita com 100% de produtos reciclados e resgata a ideia de seu projeto de graduação na Escola de Artes Plásticas e Design de Porto Rico. “Sempre quis trabalhar algo com sustentabilidade. Como ‘surfista’, tenho visto o problema da contaminação da água muito presente… sempre que ‘surfo’ encontro muito lixo.”, completa.

Facebook Marcos Daniel Cruz Vicens

“Por isso, a ideia central do projeto, muito antes da competição, é recuperar o plástico que chega às nossas praias e criar um material com o qual possam ser feitas pranchas de surfe e outros produtos para esportes náuticos, para que a as fábricas que se dedicam a isso possam aproveitá-lo”, conta o esportista.

Facebook Marcos Daniel Cruz Vicens

Para seu projeto, ele teve que recolher quase 13 quilos de plástico, uma quantidade que parece pouca, mas é muita em termos de volume e trabalho.

A partir daí, iniciou-se um belo processo de criação, com incessantes trabalhos de design, pesquisa e fabricação.

Facebook Marcos Daniel Cruz Vicens
Facebook Marcos Daniel Cruz Vicens

Independentemente do resultado do concurso, Vicens está feliz com sua criação. O produto bonito e altamente funcional tem potencial para revolucionar o mercado. Nossos mares e oceanos apreciam isso!

“Estou muito feliz, porque este é um projeto que pode realmente contribuir para fazer uma boa mudança para o nosso meio ambiente e nosso dia a dia”, completa.

Muito sucesso, Marcos!

 

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.