Em seus vídeos e fotos, a jovem de 21 anos mostra as curiosidades e tradições de sua comunidade, além de comidas e cerimônias típicas. “Quero mostrar aos seguidores o que a natureza tem de bom. A mulher indígena, negra, parda, toda mulher é empoderada. Eu estou aqui para mostrar esse poder, mostrar a minha cultura. Levar a minha tradição para o mundo ver. E assim continuar a luta”, diz Ira Maragua.

No Instagram, YouTube, TikTok, entre outras redes do momento você pode ver influenciadores e nichos de todos os tipos. O caso a seguir é o de uma jovem indígena de 21 anos chamada Ira Maragua, que gerou furor e se tornou uma influenciadora ao mostrar seus costumes e tradições amazônicas na internet.


Natural de São Gabriel da Cachoeira, município distante 852 quilômetros de Manaus, Ira se mudou para a capital há três anos em busca de novas oportunidades e concilia a atividade de influencer com os estudos de Enfermagem. Atualmente, ela vive na comunidade Parque das Tribos, localizada no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus, que reúne outras 300 famílias de 37 etnias.


Nos vídeos e fotos que posta, ela mostra curiosidades de sua etnia baré, além de fazer tutoriais de maquiagem elaborados a partir de frutas típicas da região. Com isso, vem fazendo muito sucesso na internet, onde já alcançou quase 20 mil seguidores no Instagram.


Junto com o material dos tutoriais de maquiagem, a jovem também estende seu conteúdo para a criação de artesanatos típicos, preparo de alimentos e cerimônias. “Meu conteúdo é relacionado à cultura indígena e amazônica. É encantador ver as pessoas de fora apaixonadas pelos nossos costumes. As pessoas gostam de ver, de conhecer. E isso é realmente incrível”, comenta a jovem para o G1.


Maragua cuida de cada detalhe do conteúdo a ser postado, por isso edita os vídeos e também escreve os roteiros. Segundo ela, o fato de ser uma “influenciadora” vai além de apenas compartilhar fotos, é algo que leva a sua tradição ao mundo para que outras pessoas vejam, para que assim a luta possa continuar.

 

Com informações de G1 e UPSOCL

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.