Jovem indígena se torna influenciadora no TikTok e mostra sua cultura para o mundo.

Ela já possui quase 2 milhões de seguidores na rede social, onde mostra o dia a dia de sua bela comunidade na Amazônia. A visibilidade ajuda a gerar consciência!

Ana Carolina Conti Cenciani

Redes sociais, internet e tecnologia disseminam conhecimento. Podemos nos conectar e nos informar sobre os eventos que ocorreram no outro lado do planeta. Ou, como neste caso, conhecer o cotidiano de uma tribo indígena da Amazônia, ao alcance do nosso celular. Nesse sentido, o trabalho de embaixadores como Maira Godinho ganha valor.

Ela é uma jovem indígena, que se tornou uma influenciadora da rede social TikTok, mostrando ao mundo sua bela cultura.

A jovem tem quase 2 milhões de seguidores (sem contar as centenas de milhares que acumula em outras redes). Conhecida pelo apelido de Cunhaporanga ou Jūgoa, essa jovem de 21 anos está quebrando barreiras, ensinando sobre seu estilo de vida e tirando as muitas dúvidas de seu público.

Maira Godinho já possui verificação em seu perfil (@cunhaporanga_oficial) e também já foi entrevistada por diversos meios de comunicação locais.

@cunhaporanga_oficialÉ o pajé que ajuda quando alguém está doente.🏹🙏🏻 ##tiktokindígena ##tiktok ##geraçãotiktok ##foryou ##viral ##tatuyosforever ##comunidadetatuyo ##jūgoa♬ som original – Cunhaporanga_Oficial

“Tenho muito a agradecer pelo incentivo e carinho de todos os que me seguem. Estou muito feliz por ter sido verificada na plataforma Tik Tok. Vou continuar postando vários vídeos incríveis e pretendo crescer muito.”, comenta a jovem ao A Crítica.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Feliz Dia Dos Namorados ❤️👏🏻✨

Uma publicação compartilhada por Maira Gomez (@cunhaporanga_oficial) em

“Eu já me formei no ensino médio. Eu ainda não tenho faculdade. Porém, ajudo meus pais nas plantações, posso dizer que sou agricultora e artesã. A comunidade Tatuyo é um ponto turístico, cada família produz o seu artesanato, vende e guarda o seu dinheiro e depois quando precisa de algo, simplesmente vai à cidade e compra.”, explicou Maira.

Instagram @cunhaporanga_oficial

A jovem também esclarece a principal dúvida de seus internautas: Como é o acesso à internet na Amazônia? “Usamos os chips nos celulares, mas ficamos sem serviço o tempo todo. Meu irmão tinha uma antena de satélite instalada, que é o roteador wi-fi, então temos que pagar um serviço mensal para ter acesso às redes sociais”.

Cunhaporanga é a mais velha de seis irmãos, que formam uma bela família, dedicada ao cultivo, à agricultura e ao artesanato. Eles vivem muito perto da fronteira entre Colômbia, Venezuela e Brasil, junto com outras 26 tribos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Quem aí tem o seu próprio Filtro dos sonhos em casa? ❤️🏹…. créditos ao melhor fotógrafo @dicksontatuyo_oficial rs”

Uma publicação compartilhada por Maira Gomez (@cunhaporanga_oficial) em

Ela fala português, sua língua materna, e também espanhol. Seu pai, por outro lado, fala 14 línguas. Maira mostra com orgulho sua bela cultura e todos nós lhe agradecemos. É uma tarefa nobre que diverte, educa e nos mostra a diversidade do nosso planeta!

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.