A altura, para muitas pessoas, é um requisito importante para se ter um relacionamento. Há quem prefira pessoas mais baixas, há que prefira mais altas. Mas, não podemos negar que o estereótipo de um casal hetero é de que a mulher seja sempre mais baixa que o homem.

No entanto, os anos passam e os padrões são deixados para trás. Allie Marsh nos prova isso. A estudante dos Estados Unidos posta diversas fotos ao lado de seu namorado nas redes sociais. O rapaz tem cerca de 20 centímetros a menos que Allie.

Foto: Arquivo Pessoal Allie Marsh

Enquanto ela tem 1,75 m de altura, seu namorado, Gustavo Hernandez, tem 1,57 m. E embora seja uma diferença notável, para o casal isso nunca foi um problema. Mas, percebem que isso definitivamente é uma questão para as outras pessoas.

A jovem de 21 anos disse que se interessou pela música da banda de Gustavo, e assim que o viu em fotos, percebeu seu interesse amoroso por esse jovem de 25 anos: “A primeira vez que vi uma foto dele, pensei que era o que eu o queria e quanto mais eu o conhecia, mais me sentia atraída por ele.”

Foto: Arquivo Pessoal Allie Marsh

É claro que em suas fotos já era perceptível que ele era um homem mais baixo que ela, o que Allie não se importou nem um pouco: “Altura nunca foi um padrão meu: meu ex também era sete centímetros mais baixo que eu”.

O casal mantém um relacionamento à distância, por isso, são poucos os casos que saíram juntos e receberam algum comentário negativo. No entanto, nas redes sociais é completamente diferente, pois receberam uma série de ataques devido à diferença de altura: “Tive que silenciar as notificações online porque alguns comentários me incomodaram”, contou o rapaz.

Foto: Arquivo Pessoal Allie Marsh

“Temos um grupo sólido de amigos que estão felizes por nós e apoiam nosso relacionamento, então nunca estou sozinha na luta. Ele está acostumado a comentários negativos sobre sua altura e não é algo que o incomode”, reforçou Allie.

Por fim, Allie agradece a relação que tem com Gustavo: “Altura é algo que não pode ser evitado e desde o início até hoje, tudo o que importa para mim é que estou em um relacionamento saudável e feliz com alguém com quem vejo um futuro.”

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.