Japoneses criam “lojas sem vendedores”. Eles testam a honestidade de seus clientes

A honestidade é uma grande virtude. Em uma sociedade tão contaminada pelo mal como vivemos agora, é muito estranho encontrar pessoas que tenham esse valor inculcado como base em suas vidas. Felizmente, nem tudo está perdido.

CONTI outra

A honestidade é uma grande virtude. Em uma sociedade tão contaminada pelo mal como vivemos agora, é muito estranho encontrar pessoas que tenham esse valor inculcado como base em suas vidas. Felizmente, nem tudo está perdido.

Se falarmos honestamente, os japoneses dão uma cadeira a isso. Sua limpeza, bondade e transparência para fazer as coisas, mostram que eles pensam sobre o bem dos outros antes de si mesmos. Uma nova forma de comercialização que começou a ser usada recentemente no magnata asiático iria retificá-lo.

Okuhirado

É o Hanjin Mujin, barracas de rua onde são vendidas frutas e legumes. A novidade? Elas não têm um vendedor para assisti-los. Os produtos são rotulados com seus respectivos preços nas prateleiras, e cada cliente recebe o que eles querem.

Para pagar o dinheiro é deixado em uma caixa, confiando que nenhum estranho vai tirá-lo. Se você cancelar com um ticket que exceda o valor do seu pedido, deverá remover a alteração da mesma caixa. No caso em que o último não é, você pode deixar as moedas como modo de pagamento.

Okuhirado

As “lojas sem pessoas” são mais recorrentes em setores rurais do que urbanos, já que são os agricultores que mais se beneficiam de oferecer suas colheitas na ilha.

Embora isso geralmente não aconteça, para evitar cair nas armadilhas, alguns vendedores deixam um cofrinho de metal, o que não permite que os clientes retirem dinheiro através depois que o pagamento é feito.

Em geral, os produtos vendidos têm o mesmo preço: 100 ienes. Alguns sobem ou descem, dependendo da variedade que mostram.

No final do dia, cada fazendeiro vai até sua loja para coletar os lucros, confiando que ninguém tentou roubar ou dar menos por seus frutos.

Ser uma pessoa honesta é a chave para emergir na vida. Se você sente em seu coração a necessidade de prejudicar e defraudar o outro sempre procurando pelo seu bem comum, você não irá muito longe. Confiando mais nas pessoas irá enriquecer.

Fonte indicada: UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.