Analfabeto é a pessoa que não conhece as letras e números, ou seja, por algum motivo não conseguem ler, escrever e fazer contas. E o analfabetismo emocional é a falta de capacidade de reconhecer as próprias emoções e das pessoas com quem se relaciona.

Entretanto, a vida nos exige consciência sobre nossas ações. Digamos que conhecer nossas emoções, sensações e nosso funcionamento psíquico é uma responsabilidade conosco e com quem convivemos.

É cada vez mais comum encontrarmos pessoas analfabetas de si mesmas e observa-se a olhos nus o impacto emocional que esse desconhecimento têm suas vidas, tais como:

1. Dificuldade em se expressar: falam uma coisa e fazem outra;
2. Insegurança para tomar decisões em todas as áreas de suas vidas, pois não reconhecem situações de satisfação ou angústia;
3. Sensação constante de inadequação em reuniões de trabalho ou com familiares;
4. Maior possibilidade de se envolverem em relações abusivas, pois confundem os sentimentos e têm maior chance de serem manipuladas;
5. Têm atitudes mais impulsivas e explosivas, já que não reconhecem as emoções das outras pessoas e podem sentir qualquer fala ou ação como ataque.

Possíveis causas do Analfabetismo Emocional:

1. Na sociedade não há muitos espaços para discussões aprofundadas sobre emoções. Temos exemplos das músicas mais consumidas que falam sobre traição,”contatinhos”, vingança;

2. As crianças precisam entrar em contato com o tédio, frustração, angústia e tristeza, pois essas emoções também fazem parte da nossa essência. Viramos uma sociedade com dificuldade de suportar as emoções negativas e ao invés das mães e pais darem a mão, o colo para as crianças nesses momentos, dão o celular ou qualquer outro aparelho eletrônico;

3. Adultos: assim como as crianças, têm tido pouca capacidade para lidar com essas emoções. Como se fosse sucumbir as angustias, correm para as redes sociais em busca de esquecerem os incômodos e dores que carregam dentro de si;

4. Quando vasculhamos as redes sociais, o que mais notamos são conteúdos relacionados à beleza, bem-estar, positividade (tóxica) ou seja, existe uma idealização de como as pessoas devem ser lindas e felizes. Portanto, não há espaço para as emoções negativas.

Poderia elencar muitas outras possíveis causas do analfabetismo emocional neste texto. Porém, creio ser mais necessário dizer sobre a importância de conhecer as emoções positivas e negativas.

Se conhecer é um ato de coragem e se necessário, busque ajuda de um especialista. Afinal, somos responsáveis por nossas palavras e atos e as emoções que são responsáveis pelos nossos comportamentos.

As emoções e suas complexidades é o que temos de mais humano. É por meio delas que baseamos nossas decisões, nos guiamos pela vida e escolhemos empregos, amigos e parceiros para relações afetivas. É através das emoções que podemos simbolizar a nossa história e planejar o nosso futuro.

As emoções são os olhos de nossa alma e nos fazem enxergar e compreender toda a complexidade da vida.

***

Texto: Elisângela Siqueira – psicóloga, psicanalista e idealizadora da A Psicanalista Online
Imagem de Blauth B. por Pixabay

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







Psicóloga com especialização em Psiquiatria e Psicologia da Infância e da Adolescência e em Psicoterapia Psicanalítica Breve. Mais de 10 anos de experiência. Atendimentos presenciais e online.