Inspirada pela Coreia do Sul, Florianópolis fará testes em massa para frear coronavírus

Com inspiração no modelo de combate ao coronavírus adotado pela Coreia do Sul, que conseguiu frear o avanço do contágio sem impor duras restrições às atividades comerciais e à circulação de pessoas, Florianópolis fará testes em massa em sua população, fazendo uso de recursos próprios.

REDAÇÃO CONTI outra

Diante da crise causada pelo alastramento do coronavírus pelo país, a cidade de Florianópolis (SC) decidiu promover testes em larga escala para frear o avanço do contágio da Covid-19. As informações são da Folha de São Paulo.

A medida segue o bem sucedido plano de ação adotado na Coreia do Sul, país que conseguiu barrar o avanço do coronavírus sem impor duras restrições às atividades comerciais e à circulação de pessoas.

Segundo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), a ação não se baseia apenas nos resultados da Coreia do Sul, mas também na literatura científica sobre o tema.

Ainda de acordo com ele, as compras de cerca de 200 mil testes devem ser finalizadas, possivelmente, na próxima segunda-feira (30), com entrega até o dia 6 de abril. O valor pode superar R$ 15 milhões.

“Não vai ser um teste em toda população. Padronizamos critérios para estabelecer os casos suspeitos. Todos os suspeitos serão testados e, quando confirmados, serão isolados e vamos refazer o roteiro dele na última semana e todos que tiveram contato serão testados também”, explicou Loureiro à Folha de São Paulo.

“Estimamos que, se testarmos 20% da população [de 1 milhão de habitantes das quatro cidades], 5% serão isolados. Conseguimos operacionalizar isso e liberar o restante para suas atividades, com todos os cuidados necessários”, calcula o prefeito.

Na Coreia do Sul, mais de 270 mil pessoas já foram testadas para o coronavírus. Aqueles com resultado positivo ficam em isolamento. O país tem conseguido detectar a maioria dos infectados e, assim, essas pessoas permanecem isoladas, sem disseminar o vírus.

Até o momento, a Coreia do Sul tem registro de 9.137 casos confirmados e 126 falecimentos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O número de falecimentos é considerado baixo, quando comparado com países como a Itália, com mais de 7.000 falecidos. No Brasil, já se somam 77 falecidos pela covid-19.

***

Redação CONTI outra. Com informações de Folha- Uol
Photo by Mika Baumeister on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.