Finalmente foram autorizadas pelo governo da Índia as exportações comerciais de vacinas contra a Covid-19. A notícia foi dada pelo secretário de Relações Exteriores indiano, Harsh Vardhan Shringla, à agência de notícias Reuters, e conformada pela TV Globo com o Consulado indiano em São Paulo.

De acordo com a matéria publicada no G1, as primeiras doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca, que são fabricadas pelo Instituto Serum da Índia (SII), serão enviadas para Brasil e Marrocos nesta sexta-feira (23).

Um avião do Instituto Serum partirá da Índia na sexta e deve desembarcar no aeroporto de Guarulhos ainda no sábado (22). De lá, o carregamento será enviado para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, para ser etiquetado e armazenado, como informou o consulado em São Paulo.

O Brasil vinha enfrentando dificuldades para liberar carga de 2 milhões de doses de vacina que comprou do Instituto Serum. Na quarta (20), o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, disse que não havia prazo para receber as doses, mas negou que problemas políticos e diplomáticos com a Índia tenham atrasado a entrega.

“Em relação ao prazo para entrega das vacinas que estamos importando da Índia, eu não posso mencionar agora um prazo, mas queria reiterar que está bem encaminhado e que estou conduzindo pessoalmente as conversações com as autoridades da Índia”, afirmou o chanceler brasileiro.

Segundo o secretário das Relações Exteriores da Índia, o fornecimento comercial da vacina começa na sexta-feira. Na quarta (20), o país começou a enviar suas primeiras doses para o país vizinho, Butão.

Na quinta-feira (21), a Índia enviou 1 milhão de vacinas contra Covid de graça ao Nepal.

***
Redação Conti Outra, com informações de G1.
Foto destacada: Alena Shekhovtcova/Pexels.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.