Mesmo diante do risco iminente da invasão russa à Ucrânia, o ex-fotógrafo italiano Andrea Cisternino se negou a deixar sua casa em Kiev, pois não aceitava a ideia de deixar para trás cerca de 400 animais que ele mantém em seu abrigo.

Andrea, que nasceu em Roma, disse em uma publicação no Facebook que “prefere perder a vida” na guerra do que abandonar seus animais, entre os quais estão cães, gatos, ovelhas, cabras, porcos e cavalos.

O italiano, que é acompanhado nas redes sociais por 66 mil seguidores, tem compartilhado atualizações sobre sua situação em Kiev. Na última quinta-feira (24), dia em que Vladmir Putin iniciou sua invasão ao país, Andrea declarou: “Vou perder a vida aqui pelos meus animais… Tenho que pensar em salvar meu refúgio porque são 400 animais que merecem ser protegidos a qualquer custo”.

Mesmo com helicópteros militares russos sobreando o abrigo, o ex-fotógrafo não deixou de atualizar seus seguidores. Ainda na primeira noite da invasão, ele comentou: “Aqui é toque de recolher das 22h às 19h, tudo está fechado, o abrigo está no escuro, casas com poucas luzes, mais explosões há pouco tempo, vamos esperar por uma noite tranquila”.

Em sua última postagem até o momento, feita dia 25 de fevereiro, Andreas agradeceu aos seguidores pelo apoio recebido. “Olá, aqui estou eu, estamos todos bem apesar dos bombardeios. Por volta das 18h25, se tudo correr bem, farei um vídeo ao vivo. Desculpe mas não consigo ler todas as dezenas das suas mensagens, aliás OBRIGADO por pensar em nós.

Os seguidores de Andreas nas redes sociais o chamam de herói. Um internauta lhe escreveu o seguinte: “Toda nossa solidariedade, sua dor é nossa e esperamos que todo esse absurdo cesse por respeito às vidas humanas”.

Um outro internauta disse que Andrea, sua esposa e mais três pessoas estão buscando refúgio no santuário e passam bem, apesar dos conflitos, e que ainda têm suplementos para eles e para os animais.

***
Redação Conti Outra, com informações de Jornal Biz.
Foto: Reprodução/Facebook.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.