Homem se arrepende de furto e volta a loja para pagar caixa de chocolates que havia subtraído

Em Curitiba, um homem se arrependeu de ter furtado uma caixa de chocolates e voltou à loja para pagar pelo produto.

CONTI outra

Em Curitiba, um homem se arrependeu de ter furtado uma caixa de chocolates e voltou à loja para pagar pelo produto.

O caso ocorreu em uma loja de conveniências de um posto de combustíveis, no Centro da capital do Paraná.

O dono do posto, Luiz Antônio Teixeira, conta que o homem apareceu no local no começo de julho se desculpando pelo furto. A atitude surpreendeu o empresário e os funcionários que trabalham no estabelecimento comercial.

Caso de ‘ladrão arrependido’ aconteceu nesta loja de conveniências, em Curitiba. — Foto: Dulcineia Novaes/RPC

Teixeira contou ainda que casos de pequenos furtos são comuns no estabelecimento. Porém, apesar de pequenos, ao serem somados, os furtos acabam resultando um prejuízo grande. De acordo com o empresário, todos os dias são furtados produtos da loja de conveniências.

Ao voltar à loja, o homem que furtou a caixa de chocolates pediu para uma funcionária passar na máquina de cartão o valor de R$ 30. Ele explicou que estava arrependido e que esse era o preço aproximado do produto furtado.

O homem contou para a funcionária que tinha começado a frequentar uma igreja e se arrependeu do furto. Desde então, tem tentado consertar as coisas erradas que fez, conforme relatou à funcionária.

A funcionária registrou o pagamento feito pela caixa de chocolates furtada em um livro de anotações. Teixeira, em um primeiro momento, não conseguiu acreditar no que tinha acontecido.

Nunca é tarde para fazer a coisa certa, não é mesmo?

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de G1.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.