Um homem viralizou nas redes sociais nesta segunda-feira, 21, após ser duivulgado na internet um vídeo em que ele diz ter a intenção de processar um hotel de luxo no Rio de Janeiro após sua esposa ter engravidado “sozinha” em uma banheira de hidromassagem.

O video, que foi publicado no TikTok pela advogada Lucileide Lage, relata que o homem passou seis meses viajando pela Europa. Quando retornou ao Brasil, deparou-se com a esposa grávida.

O homem teria ficado indignado com a situação, mas a mulher teria explicado que, como era frequentadora do hotel, engravidou “sozinha” na banheira, que não estava “esterilizada”. “A única coisa que fiz diferente [enquanto o homem estava fora] foi que fiquei no Rio com minha irmã num hotel e realmente entrei inúmeras vezes na hidromassagem. Então, a única chance de eu estar grávida, é eles não terem limpado a banheira”, alegou a esposa.

O marido manifestou a intenção de mover uma ação na justiça contra o hotel a fim de que o estabeleceimento “repare os danos psicológicos” de sua esposa, além de arcar com os custos da criança.

A verdade por trás da história que viralizou

Nesta terça-feira (22), BHAZ entrevistou a advogada Lucileide Lage, que revelou que o vídeo foi publicado no perfil dela no TikTok em dezembro de 2021, mas começou a viralizar em outras redes sociais nos últimos dias, assim como uma segunda gravação de continuação da história – publicada em janeiro deste ano, em uma outra postagem. Nessa última gravação, a advogada revela que a esposa do cliente a procurou para dizer que inventou a história da banheira e relatou que, na verdade, a gravidez teria sido fruto de uma violência sexual.

Segundo Lucileide, a mulher disse ter sido arrastada na rua e sofrido o abuso e que, para evitar mais sofrimento ao marido, inventou ter engravidado ao tomar banho na hidromassagem.

A advogada contou que ainda em dezembro, a esposa desmentiu ter sido abusada  e se resolveu com o marido. A advogada relatou que não publicou a conclusão do caso para “deixar na imaginação das pessoas”.

A advogada ainda detalhou o momento em que a mulher revelou a verdade. “Ela disse que não houve estupro, que teve um relacionamento, e perguntou se contaria para o marido dela ou não”, diz. “Respondi que não poderia contar para o marido, a não ser que ela quisesse”, continua. “É um cara muito compreensivo, gente boa, totalmente disposto a assumir a criança. Ela está prestes a ganhar a criança, com certeza”, disse Lucileide.

***
Redação Conti Outra, com informações de Metrópoles.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.