O dia 21 de junho vai ficar marcado para um homem que vive na cidade industrial de Amagasakim, no Japão. Isso porque foi nessa data que ele perdeu os dados pessoais de cerca de meio milhão de moradores da cidade depois de beber além da conta em um bar e dormir na rua. O homem, que não foi identificado, decidiu beber após um longo dia de trabalho e, depois disso, as coisas fugiram bastante do controle.

Depois da longa bebedeira, o funcionário de 40 anos acabou dormindo na rua — algo relativamente comum em algumas regiões do Japão — e, quando acordou, notou que sua bolsa havia desaparecido.

Dentro da bolsa estava um pendrive que continha dados de 465.177 residentes da cidade. Os registros incluíam nome, endereço, contas bancárias e movimentações financeiras — a empresa dele era uma terceirizada responsável por identificar residentes elegíveis para isenções fiscais.

Por meio de um comunicado oficial, a empresa BIPROGY, onde o homem trabalha, se desculpu pelo ocorrido e afirmou que o pendrive estava criptografado, o que dificulta muito o acesso a dados sigilosos.

Passados três dias de crise, a busca chegou ao fim de uma maneira bastante simples: junto com um policial, o próprio funcionário encontrou a bolsa e o pendrive dentro em um apartamento na cidade de Suita, a aproximadamente 10 km de Amagasaki.

Segundo a emissora NHK, não há indícios de acesso aos dados ou qualquer tipo de violação no pendrive.

O episódio fez sobrecarregar os sistemas de comunicação da prefeitura local, que registraram cerca de 30.000 ligações de residentes que reclamaram ou expressaram preocupação com a perda dos dados.

***
Redação Conti Outra, com informações de R7.
Fotos: REPRODUÇÃO/OKINAWA PREFECTURAL POLICE.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.