Gil diz ter recebido recado de Deus: ‘Não tem problema nenhum ser você’

Em entrevista ao programa Altas Horas, Gil ainda revelou que se arrepende por ter culpado o pai pela dependência química. "Ele precisa de ajuda, não de julgamento (...) Não adianta eu pesquisar, querer ajudar outras famílias, se eu não conseguir enxergar com amor e perdão o meu próprio pai.", disse o economista.

REDAÇÃO CONTI outra

a edição do último sábado (15) do programa Altas Horas promoveu o reencontro de dois ex-participanetes do BBB21, Gilberto e Fiuk. No palco da atração comandada por Serginho Groisman, os dois recordaram suas participações no reality da Rede Globo e o apresentador questionou o pernambucano se ele teria sido sempre extrovertido. Gil negou e revelou que já teve medo de se relacionar com as pessoas.

“Na minha infância eu era muito mais introspectivo, muito mais que o Fiuk. Eu tinha medo de me relacionar com as pessoas. Minha mãe achava que eu podia ter algum problema psicológico, porque eu tinha literalmente medo de me relacionar”, disse o ex-BBB.

Gil contou ainda que a sua estadia no BBB o ajudou a se aceitar como é, além de citar um episódio particular: a primeira liderança. O economista diz ter encarado a vitória como um recado divino.

“Eu recebi de Deus uma revelação de qual era o número que eu deveria escolher. Eu literalmente vi o número 1. Então eu pensei: ‘Deus está me dizendo assim: não tem problema nenhum você ser você'”, contou Gil.

Dividindo o palco também com a atriz Letícia Colin, que viveu uma dependente química na série “Oncde Está meu Coração”, Gil do Vigor falou sobre a experiência vivida com seu pai, que convivia com a dependência química.

“Sempre foi algo que me tocou muito, essa relação com dependência química. Minha família foi muito afetada por isso.”, disse Gil.

O ex-bbb contou também que se arrepende por ter culpado o pai pelo vício.

“Durante o BBB eu refleti que não adiantava eu guardar mágoa sobre algo que ele não tem controle. Na verdade, ele precisa de ajuda, não de julgamento (…) Não adianta eu pesquisar, querer ajudar outras famílias, se eu não conseguir enxergar com amor e perdão o meu próprio pai.”

***
Redação Conti Outra, com informações de UOL TV e Famosos.
Foto destacada: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.