Gatos exibem expressões faciais para mostrar o que estão sentindo, diz estudo

Você tem um gato careteiro em casa? Preste atenção, porque ele pode estar querendo te dizer algo.

REDAÇÃO CONTI outra

Não é à toa que os gatos são o principal alvo de memes na internet. Eles, afinal, são os reis das caretas. Tem para todos os gostos: gatinhos fazendo cara blasé, gatinhos fazendo cara de puro deleite, gatinhos irritados. Por serem animais tão expressivos, é bastante comum ouvir um tutor de gato dizendo que tem a impressão de que o felino está realmente tentando lhe dizer uma coisa – mas provavelmente o humano não tem noção da mensagem que o gato está tentando transmitir.

Um grupo de cientistas fez uma interessante descoberta sobre a maneira como os felinos expressam seus sentimentos: Gatos têm expressões faciais como as nossas, mas poucos humanos conseguem entendê-las. Mais de 6 mil pessoas de 85 países participaram do estudo, no qual foram convidados a assistir a vídeos de gatos e a julgar o humor do animal.

Foto: Catster

A maioria dos pesquisados era composta por tutores de gatos, e ainda assim os participantes estavam corretos em apenas 60% das vezes. Nem todo mundo se saiu tão mal, no entanto, porque 13% das pessoas poderiam ser chamadas de “encantadoras de gatos” – aqueles que adivinharam corretamente como os animais estavam se sentindo mais de 75% das vezes. Ou seja, está na cara que os nossos adoráveis amigos felinos são seres incompreendidos.

“Gatos têm uma reputação de serem inescrutáveis. Mas nossa nova pesquisa mostra que eles têm estados emocionais positivos e negativos que podem ser distinguidos uns dos outros, além de apenas expressões faciais sutis”, escreveram os acadêmicos.

Foto: Catster

“Nossas descobertas indicam que os gatos, assim como os humanos, têm expressões faciais diferentes quando estão em estados emocionais diferentes (incluindo os positivos)”.
Ainda de acordo com os pesquisadores, as pessoas podem ser treinadas para ler esses sinais, fator importante porque isso poderia ajudar a fortalecer o vínculo entre tutores e gatos e melhorar o cuidado e o bem-estar dos animais. “Então, nosso próximo trabalho agora é caracterizar formalmente essas expressões faciais felinas sutis”.

Três quartos dos participantes eram mulheres, que tiveram, inclusive, melhor pontuação do que os homens. Os jovens também se saíram melhor do que os idosos, enquanto os veterinários e outros profissionais também tiveram um bom desempenho.

Foi solicitado aos participantes que assistissem a vídeos e decidissem se cada gato estava “em um estado positivo, negativo ou se não tinha certeza”. Os pesquisadores acrescentaram: “O fato de as mulheres terem uma pontuação melhor do que os homens é consistente com pesquisas anteriores que mostram que as mulheres são boas em decodificar demonstrações de emoções não verbais”.

Foto: Catster

“Quanto às habilidades de leitura de expressões feitas pelos veterinários, eles costumam lidar com muitos gatos em sua profissão e precisam estar bem sintonizados com os sinais sutis de animais felizes ou infelizes, a fim de identificar dor e doença e também evitar de serem mordidos ou arranhados”, concluíram os cientistas. As informações são do METRO UK.

***
Redação CONTI outra. Com informações de Anda

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.