Um gatinho de um ano chamado Lincoln se apegou tanto a seus irmãos cachorros, Liberty, Finnegan e Lucy, que passou a agir como eles. Ele até faz passeios na rua com os enormes cães da raça dogue alemão.

O felino conhece os cães desde que era filhote. Segundo a dona dos animais, Jill Whitlow, de 49 anos, o gatinho nunca demonstrou medo diantes dos cachorros.

Essa linda relação começou quando Jill levou a cachorro Liberty para o abrigo de gatos um ano atrás para ver qual seria sua reação. Ela e Lincoln se deram bem imediatamente, e o gatinho voltou para casa com eles.

“Eu queria ter certeza de que não seria um erro terrível adotar um gato”, disse a executiva aposentada.

https://metro.co.uk/video/cat-befriends-three-great-danes-thinks-dog-2586885/?ito=vjs-link

“Mas Liberty foi acolhedora desde o início e Lincoln não ficou nem um pouco assustado. Ele esteve no comando desde o minuto em que entrou em casa.”, disse Jill.

“Ele não tem um pingo de medo e não se importou que ele fosse apenas um gatinho indefeso, ele ainda pulou neles e brincou.”, completou.

“Comprei uma gaiola de dois andares para gatos para garantir que ele estivesse seguro enquanto eu saía, mas só a usei uma vez porque eles ficaram tão bem juntos. Finnegan e Liberty o seguem por todo ladp. É muito lindo!”.

As pessoas muitas vezes ficam chocadas quando vêem os cachorros enormes de Jill e o pequenino Lincoln passeando juntos, por isso isso a dona passou a usar as redes sociais para mostrar ao mundo essa adorável amizade entre os bichinhos.

“As pessoas ficam surpresas com a confiança de Lincoln. Eles estão maravilhados’, diz Jill, que mora no Maine, EUA.

“Acho que as pessoas se sentem intimidadas pelos dosgues alemães porque são enormes, mas são tão gentis e amorosos! Eles são ótimos com outros animais e realmente fazem jus ao seu apelidos de ‘gentis gigantes'”.

“Lincoln age como um dos cachorros e participa das atividades como um cachorro, correndo para pegar uma guloseima quando eles o fazem.

“Ele até espera que eu diga ‘você pode comer agora’ como os cachorros.”

Surpreendentemente, os cães nunca haviam sido socializados com gatos antes de conhecerem Lincoln.

“Tenho outro Dogue Alemão chamado Oliver, que tem três anos, mas não tem interesse em Lincoln”, acrescenta Jill.

***
Redação Conti OUtra, com informações de Metro.
Foros: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.