Garoto deixa cãozinho em abrigo com uma cartinha: “não deixem que meu pai o pegue, ele bate muito nele”

"Vou deixar Simon com vocês, ele é meu cachorro. Não quero que meu pai bata nele, ele chora muito porque não tem comida." Essa é uma das frases escritas em uma folha rasgada de caderno, encontrada em uma caixa de papelão junto com um cachorrinho, um ursinho de pelúcia e algumas moedas.

REDAÇÃO CONTI outra

“Vou deixar Simon com vocês, ele é meu cachorro. Não quero que meu pai bata nele, ele chora muito porque não tem comida.” Essa é uma das frases escritas em uma folha rasgada de caderno, encontrada em uma caixa de papelão junto com um cachorrinho, um ursinho de pelúcia e algumas moedas.

Essa história se passa na Cidade do México. A fundação Albergue Pergatuzoo foi quem publicou o caso, que posteriormente foi compartilhado em outras páginas do Facebook, contribuindo para que a história viralizasse.

Os responsáveis pelo Albergue Pergatuzoo escreveram no Facebook que a intenção de publicar a carta na rede social era encontrar o dono de Simón para lhe oferecer algum tipo de ajuda.

Foi o conteúdo comovente da carta escrita pelo menino que emocionou os usuários das redes sociais. “Vou deixar minhas economias para a comida dele”, continua o texto do menino que também fez um pedido especial para o abrigo.”Não bata nele, porque meu pai bate muito nele. Simon come muito.”

Mas a carta terminou com uma promessa de cortar o coração: “Não o leve embora, quando eu crescer, irei buscar Simon”, conclui a carta.

A pessoa por trás da página do Albergue Pergatuzoo no Facebook disse que queria conversar com o menino e sua família. Ele também prometeu cuidar de Simón e disse que o cachorrinho chegou ao abrigo no dia 5 de março.

Nas redes sociais, os usuários reagiram celebrando o bom coração e a preocupação do menino, mas também condenando os maus – tratos que o cão recebeu do pai da criança. “Não sei o que mais me parte o coração, se o pequenino que tem que se desfazer do seu cachorrinho, ou a tristeza do próprio cão ao ser abandonado”, comentou um usuário do Facebook.

Depois do sucesso do post nas redes sociais, o menino acabou sendo localizado, mas quando foi visitar Simon, o cão havia sido levado para um veterinário. Foi aí que ele decidiu deixar um recado comovente para seu melhor amigo.

“Simon, estou com saudades, me disseram que levaram você ao veterinário, deixo uma pequena quantia em dinheiro para suas comidas preferidas.”

Com o passar dos meses, Simón cresceu, e agora o abrigo que cuida dele espera, pacientemente que um dia o jovem garoto possa finalmente reencontra-lo.

***
Redação CONTi outra. Com informações do Portal do Animal e El Comercio.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.