Garotinho viaja 30 quilômetros a cavalo para ter suas aulas on-line

Como não há sinal de internet onde ele mora, Jeremías Gonzáles recebe suas aulas e envia suas tarefas em uma colina distante no campo.

Ana Carolina Conti Cenciani

Nestes tempos difíceis, com a pandemia do COVID-19, aqueles que lutam por seus sonhos fazem o maior esforço para permanecer no caminho certo até alcançarem seu objetivo. Este pequeno aluno mostrou toda sua dedicação e vontade de aprender.

Embora o coronavírus seja um surto incontrolável em todo o mundo que paralisou países inteiros, as escolas estão conseguindo continuar com as aulas através da internet. Mas não são todos os alunos que possuem esse recurso.

Jeremías Gonzáles, de apenas 7 anos, faz uma rota de 30 quilômetros para receber os materiais que a escola manda para as aulas, na área rural onde o garoto vive, não há sinal de internet. Ele também faz a mesma viagem quando precisa entregar alguma lição de casa.

“Onde eles estão, não há sinal, é preciso andar a cavalo, sempre acompanhado por sua mãe ou pai, a alguns quilômetros do estabelecimento La María Auxiliadora. Lá em uma colina há um pequeno sinal”, explicou a professora Sonia Díaz em conversa com o La Arena.

Para este pequeno estudante argentino, de Santa Isabel não há outra solução senão fazer essa longa jornada com seu cavalo para continuar com seus estudos. Isso não o limita, ele é um aluno muito determinado.

Uma parte das tarefas, neste semestre, foi enviar vídeos e quando foi a vez de Jeremías, ele gravou no topo da colina, o único lugar que é possível se conectar às aulas.

Em um dos vídeos publicados por sua professora, o menino pode ser visto lendo uma das músicas que eles mandam para a aula, sempre montado em seu animal de estimação favorito, seu cavalo chamado Furry.

“Normalmente (Jeremías) aparece todos os dias, apesar do vento e dos dias chuvosos que o acompanharam, mas é evidente que sua responsabilidade vem em primeiro lugar”, disse Díaz.

Esse garotinho espera que a normalidade retorne para continuar com seus estudos de uma maneira mais acessível; no entanto, ele não desistirá durante essa crise. Parabéns a esse aluno exemplar!

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.