Garotinha que não conseguia falar diz as primeiras palavras da vida ao seu burro: “Eu te amo”

Uma menininha e um burro, ambos calejados de duras batalhas na vida, criaram uma poderosa ligação. Ela, que até então nunca tinha conseguido emitir um som sequer, dedicou suas primeiras palavras ao seu melhor amigo, “eu te amo!”

REDAÇÃO CONTI outra

A história do burro Shocks não foi das mais fáceis. Ele foi resgatado de uma fazenda na Irlanda depois de sofrer inúmeros abusos. Quando o encontraram, Shocks estava deitado em um campo com uma corda no pescoço e com a pele cheia de ferimentos. Felizmente, o Santuário de Burros em Birmigham, na Inglaterra, resgatou-o e lá ele pôde começar uma nova história, muito mais bonita. Além de receber a ajuda necessária para curar suas feridas, Shocks se tornou uma “bênção” na vida de outras pessoas.

Com um temperamento dócil, Shocks tornou-se um animal de terapia.

Para quem não está familiarizado com a prática, a Terapia com animais visa melhorar a qualidade de vida das pessoas através dos benefícios terapêuticos que a relação Homem-Animal ajuda a proporcionar. Além de promover saúde física e emocional, desenvolver iniciativas que torne o mundo mais humano onde crianças e adultos demonstrem empatia, compaixão e responsabilidade pelos animais, natureza e outros seres humanos. E quem imaginaria que o burro Shocks, um animal que teve uma história tão triste de sofrimento nas mãos dos seres-humanos, ainda conseguiria fazer o bem às pessoas?

E foi justamente através deste projeto que, em 2013, Shocks conheceu Amber, uma menininha de 2 anos de idade que não conseguia emitir nenhum som. A história de ambos nunca mais seria a mesma depois deste encontro.

Quando Amber e seu irmão gêmeo nasceram prematuramente, a menina não conseguia respirar. Os médicos então realizaram uma traqueotomia de emergência – cirurgia que coloca um tubo no pescoço da pessoa, permitindo que o ar entre – o que salvou sua vida, mas cortou o fluxo de ar de suas cordas vocais, deixando-a totalmente muda .

Além disso, Amber tem paralisia cerebral, o que dificulta que os músculos se desenvolvam adequadamente. “Ela lutou para se sentar e não deu sinais de rastejar até muito tarde”, disse Julian Austwick, pai de Amber.

 

E então as histórias de Amber e Shocks se cruzaram. “Um amigo mencionou o ‘The Donkey Sanctuary’ para Tracy (mãe de Amber) e disse-lhe que os burros podem servir como terapeutas animais para crianças com necessidades especiais, por isso decidimos tentar.”, relatou o pai de Amber.

Foi a primeira vez que Amber conheceu um animal terapêutico, e foi a primeira vez de Shocks com uma paciente. E a conexão entre eles foi instantânea. Shocks encorajou Amber a permanecer ativa, o que a ajudou a construir força em seus músculos, e ela até conseguiu aprender a montar no burro.

Quando Amber completou três anos, ela pôde se submeter a uma cirurgia que lhe permitiria falar. Mas para que isso acontecesse, ela precisaria dar o primeiro passo.

Após a cirurgia, ainda sem ter conseguido emitir nenhuma palavra, Amber foi visitar seu melhor amigo Shocks. Depois de caminharem juntos, Amber estava se preparando para deixar o santuário e ir para casa, quando abraçou o burro e disse: “Eu te amo, Shocky”.

 

“Foi um momento encantador e, claro, um grande alívio saber que ela poderia falar”, disse o pai da menina. Agora Amber freqüenta a escola e cresce forte e saudável, mas continua visitando seu melhor amigo no santuário.

Nem Shocks nem Amber tiveram uma vida fácil antes de se encontrarem, mas o vínculo especial que se formou entre eles foi o que os ajudou a superar as dificuldades. Vida loga a esta amizade!

Redação Conti outra. Com informações de Nation e Terapia com Animais

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.