Garotinha é salva pela avó após ser picada por uma das cobras mais venenosas do mundo

A menina Lucia Carna, de apenas 3 anos, viveu recentemente uma situação de extremo perigo. Ela pisou acidentalmente em uma dugita, uma das cobras mais venenosas do mundo, e acabou sendo picada. A história poderia ter terminado em tragédia, se não fosse a avó da menina, que agiu a tempo e salvou a sua vida.

CONTI outra

A menina Lucia Carna, de apenas 3 anos, viveu recentemente uma situação de extremo perigo. Ela pisou acidentalmente em uma dugita, uma das cobras mais venenosas do mundo, e acabou sendo picada. A história poderia ter terminado em tragédia, se não fosse a avó da menina, que agiu a tempo e salvou a sua vida. O caso aconteceu em Mandurah, na Austrália.

Uma câmera de segurança da residência da família registrou o momento exato em que a pequena Lucia surge gritando em direção à avó, Jill. A avó levou a neta para dentro de casa e enfaixou com força as pernas picadas e manteve a menina consciente enquanto aguardava a chegada de socorro.

De acordo com os médicos, os primeiros socorros realizados pela avó da garotinha foram cruciais para salvar a vida da menina. A bandagem impediu que o veneno se espalhasse rapidamente.

Holly Carna, mãe de Lucia, fez um apelo para que todos os pais aprendam o que fazer se uma criança for mordida por uma cobra, especialmente uma tão letal.

“O que nos disseram no hospital foi que as ações da mamãe imediatamente após a picada fizeram uma enorme diferença”, declarou a australiana à ABC News.

Casos como o de Lucia são raros. A última morte provocada por uma dugita, cobra típica da Austrália, aconteceu em 2015, quando uma mulher foi picada numa praia de Fremantle.

***
Redação Conti Outra, com informações de Extra.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.