Garotinha com síndrome de Down se torna a modelo de uma campanha de brinquedos.

O catálogo de outubro da marca de brinquedos “American Girl” teve uma protagonista que surpreendeu e cativou a todos com sua beleza, seu nome é Ivy Kimble.

Ana Carolina Conti Cenciani

“American Girl” é uma marca de brinquedos que se preocupa em representar todas as meninas do jeitinho que elas são, e por isso seus catálogos sempre incluem todos os tipos de garotas. Desde aquelas que precisam de aparelhos auditivos e cadeiras de rodas até as que precisam da companhia de um cão guia.

Desta vez eles convidaram uma garota com síndrome de Down a participar de seu catálogo pela primeira vez. O nome dela é Ivy Kimble e ela foi protagonista deste concurso de fotos.

Em sua edição de outubro eles criaram bonecas que se abrem para a diversidade, seguindo o exemplo de suas modelos. Ivy tem 4 anos e aparece segurando uma boneca. O que torna o catálogo ainda mais precioso é o fato de que o brinquedo também tem síndrome de Down.

Com um vestido vermelho brilhante e um grande sorriso no rosto, a garota roubou a cena e surpreendeu a todos nesta nova campanha da marca de brinquedos. Isso não só causou o orgulho de milhares de pessoas, mas, principalmente para sua mãe.

“Eu tenho quatro meninas e ter uma delas no catálogo [da American Girl] é o sonho de todas as mães”, disse Kristen Kimble para ABC7.

Para Kristen, é muito especial ter um filho com síndrome de Down, e é triste ver que não publicam muitas capas com crianças com essa síndrome.

“É algo muito importante para ela. Quero dizer, ela é uma garota bonita, tem síndrome de Down e está no catálogo. Estamos orgulhosos”, completa a mãe orgulhosa.

Mas isso não é tudo para ela, ela gostaria que no futuro essas inclusões fossem completamente naturais: “É ótimo ver a atenção positiva que Ivy está gerando, mas é ainda melhor que sua apresentação na revista seja aceita como normal. Queremos continuar vendo crianças de qualquer condição no catálogo”, disse a mãe.

A pequena Ivy arrasa sendo modelo para fotos, ela é super espontânea e consegue transmitir muita energia boa através da modelagem. Não podemos discordar que a câmera a ama.

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.